O País – A verdade como notícia

Companhia do avião caído em Cuba tinha multas

A companhia aérea mexicana que detém o avião que caiu em Havana na sexta-feira, causando 110 mortos, já tinha sido alvo de duas queixas na última década, revela uma investigação da Associated Press.

A transportadora mexicana autorizava bagagem acima do limite em voos para Cuba a partir de Guiana. Citando autoridades da Guiana, a agência de notícias dos Estados Unidos revela que a companhia aérea mexicana Damojh foi banida do espaço aéreo deste país sul-americano no ano passado.

A aeronave, que caiu logo após a decolagem, nos arredores do Aeroporto Internacional Jose Martí tinha quase 40 anos de uso.

 

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos