O País – A verdade como notícia

“Citizens” procuram defender magra vantagem em Madrid

Foto: The Real Champs

As equipas inglesas estraram para esta segunda mão em vantagem nas meias-finais da Liga dos Campeões, nesta deslocação a Espanha. Esta quarta-feira, o Manchester City procura defender a magra vantagem que traz da sua cidade diante do Real Madrid, numa partida que terminou com sete golos, vitória dos Citizens por 4-3.

O Real Madrid parecia ter hipotecado as suas hipóteses depois de Kevin De Bruyne e Gabriel Jesus terem colocado os anfitriões a vencer por 2-0 aos 11 minutos. Embora Karim Benzema tenha reduzido antes do intervalo, o cabeceamento de Phil Foden restaurou a vantagem de dois golos do City. No entanto, Vinícius Júnior respondeu rapidamente e, apesar de um excelente golo de Bernardo Silva ter estabelecido o 4-2, uma grande penalidade de Benzema, à Panenka, levou-o ao topo da lista dos melhores marcadores e deixou a equipa de Carlo Ancelotti com apenas um golo de desvantagem na eliminatória.

 

SERÁ QUE O CITY CONSEGUIRÁ DEFENDER A VANTAGEM?

Na primeira mão Pep Guardiola irritou-se quando Riyad Mahrez desperdiçou uma oportunidade clara para colocar o City a vencer por 3-0. Foi a primeira de muitas oportunidades falhadas e os campeões ingleses acumularam incríveis 77 ataques.

Mas foi o médio Phil Foden a reagir no final, tendo considerado que “começámos muito bem e poderíamos ter marcado mais”. Ainda assim, segundo Foden, “nestes jogos, temos de arriscar mais”. Talvez se veja ainda mais atrevimento do Manchester City no Bernabéu, esta quarta-feira.

 

BENZEMA APROXIMA-SE DE RONALDO

Karim Benzema nunca havia marcado mais de sete golos numa época na Champions League; os golos da primeira mão levaram-no a duplicar essa marca em 2021/22.

Seu companheiro de equipa, Vinícios Júnior, diz que “não há palavras para dizer o que ele está a fazer”. O francês está agora a apenas um do recorde de Ronaldo, de dez golos numa única campanha na fase a eliminar e precisa de mais três para igualar a marca de 17 do avançado português numa temporada.

 

GUARDIOLA LAMENTA GOLOS CONSENTIDOS

Na antevisão ao jogo desta quarta-feira, Carlo Ancelotti, treinador do Real Madrid, elogia a boa reacção da sua equipa na primeira mão. “Estes jogadores não perdem a cabeça quando as coisas estão difíceis. Os primeiros 20 minutos (da primeira mão) foram muito complicados, mas depois conseguimos, com calma, voltar ao jogo e manter as nossas hipóteses de qualificação em aberto”, disse Ancelotti, que ainda lamenta os golos sofridos, embora tenha marcado três golos que dão algum alento.

E sentencia: “agora esperamos chegar à final”.

Já Pep Guardiola, treinador do Man. City, lamenta os golos sofridos, que podem comprometer tudo, caso não haja cautelas no jogo desta quarta-feira. “Fizemos muitas coisas boas [na primeira mão]. Infelizmente, sofremos golos e poderíamos ter marcado mais”, disse.

Ainda assim reconhece que as duas equipas são as melhores neste momento, na luta pelo título europeu, afinal “ambas equipas gostam de atacar, ambas equipas querem jogar o jogo pelo jogo”.

“O futebol é um espectáculo fantástico. O Real Madrid é uma equipa sempre perigosa mas vimos que podemos responder na mesma moeda. Estamos muito orgulhosos do que temos feito e vamos a Madrid para tentar ganhar o jogo”, realçou Pep Guardiola, confiante na passagem da sua equipa à final da Liga dos Campeões europeus.

Nas últimas sete partidas entre ambas, todas para a Liga dos Campeões, os Citizens levam alguma vantagem no confronto directo, uma vez que venceram três partidas, tendo perdido apenas duas. Há ainda registo de dois empates, o que revele o equilíbrio que existe e a imprevisibilidade no resultado final.

Desta vez será no Bernabéu. Como será?

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos