O País – A verdade como notícia

Cinquenta mil pessoas terão água potável até 2023 em Gaza

Pelo menos 50 mil pessoas terão água potável na província de Gaza, até 2023, no âmbito do projecto de recuperação a seca e resiliência agrícola. A iniciativa prevê a construção de furos e reservatórios de água, e já está em curso no distrito de Chigubo.

É a resposta ao grito de socorro de milhares de pessoas, entre as quais, estava Luísa Bernardo, que não tinham acesso a água potável no distrito de Chigubo, localizado a 164 quilómetros do distrito de Chókwè, na província de Gaza.

“Sofríamos porque apanhávamos a água longe. Quando saíamos daqui às 5 horas, voltávamos às 8 ou 9 horas. Isso só para conseguir um bidon de água? Sim, só para conseguir um bidon de água. E as vezes nem esse um bidon conseguíamos”.
Mas agora, as coisas mudaram e tudo ficou mais fácil para Luísa e sua família.

“Assim como a água está perto, nos sentimos bem. Se quisermos podemos cartar cinco bidões, ou quatro eu carto. Semeei verduras naquele canteiro. Me deram semente. Plantei numa pequena área, porque ainda cartava água longe. Mas assim como a água já está aqui perto, próximo ano vou aumentar minha área de produção. Não terei problemas para ter caril, tomate vou comer bem. Porque a água já está aqui perto”.

Magude e Matutuine, na província de Maputo. Chigubo e Chibuto, em Gaza são os distritos beneficiários do projecto financiado pelo Banco Africano de Desenvolvimento, em parceria com o Instituto Nacional de Gestão de Calamidades, orçado em cerca de 15 milhões de dólares.

Actualmente, a taxa de cobertura de água em Chigubo situa-se em 69 por cento. A dispersão das comunidades é apontada como um dos grandes desafios para implementação do projecto, que espera-se que esteja a funcionar em pleno até finais deste mês.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos