O País – A verdade como notícia

Cinco estreantes no “Afrobasket” 2017

Moçambique parte para o “Afrobasket” 2017 com o objectivo de melhorar o décimo primeiro lugar alcançado em 2015, em Radès, na Tunísia.

Para esta competição, a ter lugar de 8 a 16 de Setembro, na Tunísia e Senegal, Inack Garcia, seleccionador nacional, chamou cinco jogadores que marcam a sua estreia em fases finais do “Afrobasket”, nomeadamente Milton Caifaz (jogador que evolui em Portugal e que representou a A Politécnica na Liga Moçambicana de Basquetebol); Ronaldo Geneto (base do Maxaquene); Inélcio “Chirinho” Chire (jogador da A Politécnica que, em Março, disputou as eliminatórias para o “Afrobasket” no Zimbabwe), Francisco “Chiquinho” Macaringue (jogador do Ferroviário de Maputo, vice-campeão nacional) e Ivan Machava (campeão nacional pelo Ferroviário da Beira).

Dos 12 jogadores que há dois anos evoluíram no Afrobasket de Radès, apenas seis fazem parte das escolhas finais de Inack Garcia para esta competição. Trata-se de Custódio Muchate, Hermelindo “Mindo” Novela, Elton Ubisse, Octávio “Maguila” Magoliço, Hugo Martins e David “Mano” Canivete. Não entram nas contas do técnico espanhol Edson Monjane, Pio “Lingras” Matos Júnior, Augusto “Gordo” Matos, Luís “Lulu” de Barros e Elton Mazive, eles que fizeram parte dos 12 que ficaram em 11º lugar em 2015. Apesar das seis baixas, o grupo de trabalho acredita numa boa prestação da selecção nacional no “Afrobasket”.  

Entretanto, Jonas Faduco e Dércio “Dado” Mula, jogadores da A Politécnica, foram convocados por Inack Garcia e Cesár Mujui para esta competição, mas optaram por jogar nas universíadas. Os dois atletas estiveram em bom plano tanto na Liga Moçambicana de Basquetebol Mozal, quanto na Engen Maputo Basket.

Moçambique, lembre-se, está inserido no grupo “D”, juntamente com o Egipto, África do Sul e Senegal.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos