O País – A verdade como notícia

Cimentos e Sumol+Compal comprometem-se a admitir formandos nacionais

O vice-ministro do Trabalho, Emprego e Segurança, Oswaldo Pitersburgo, escalou, ontem, a empresa Cimentos de Moçambique, na Cidade da Matola, e a fábrica de sumos, Sumol+Compal, no distrito de Boane. Em ambos os pontos interagiu com os gestores sobre assuntos de âmbito laboral, que incluem, entre outros aspectos, a formação e a admissão de estagiários. Mas confrontou as respostas dos gestores com as dos próprios colaboradores.

Tanto a Cimentos de Moçambique quanto a Sumol+Compal apresentaram indicadores satisfatórios. Mas nem por isso foi dispensado o apelo à admissão de mais estagiários.

Na Cimentos de Moçambique, só no primeiro semestre deste ano, foram contratados sete dos 22 estagiários que ingressaram nesta empresa. Esta prática já vem sendo seguida também pela Sumol+Compal, com a qual o Governo assinou memorando de entendimento para formar mais estagiários.

Ainda ontem, último dos dois dias de visita à Cidade de Maputo, Oswaldo Pitersburgo visitou uma exportadora de bananas em Namaacha e entregou kits de emprego a um dos centros de formação profissional local.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos