O País – A verdade como notícia

Cidade de Maputo conta com duas novas unidades da Polícia

Duas unidades da Polícia entraram em funcionamento, esta quarta-feira, na cidade de Maputo, para o reforço da segurança. Trata-se do Posto Policial da Mafalala, construído no bairro com o mesmo nome, e a vigésima quarta esquadra, localizada no bairro do Zimpeto.

Palmira Mondlane vende no mercado da Mafalala, desde 1980. São quase 40 anos de actividade naquele mercado, onde há histórias para contar, entre as quais sobre a criminalidade que assola o histórico bairro.

A venda e o consumo de drogas são uma das maiores preocupações dos residentes da Mafalala. As violações sexuais, os furtos na via pública, as agressões físicas e as violações sexuais são parte do perfil criminal da Mafalala.

Vovó Palmira, como carinhosamente é tratada, sentada na sua banca de hortícolas vê os criminosos a actuarem impunes. Ela diz que há muita insegurança no bairro.

“Vivia muito mal por causa de malfeitores. Eles passavam daqui a correr para fumar soruma. Aqui roubaram repolho e algumas coisas na minha banca. Mas como já tem esquadra para nós vai melhorar”.

A acção dos criminosos no bairro da Mafalala é do conhecimento do governo da cidade que tenta implementar estratégia de combate a este mal social.

Segundo o secretário permanente do Governo da Cidade, Manuel Guimarães, foram investidos 30 milhões de meticais neste quinquénio na construção de seis postos policiais e com perspectivas para a construção de mais unidades.

“Temos a manifestar o nosso desejo de ver mais postos construídos na nossa cidade, incluindo na zona tao importante da Maquinag, onde os nossos colegas da Polícia estão em condições deploráveis. Precisamos de criar condições para que efectivamente eles se sintam como os outros”, disse Manuel Guimarães.  

Na inauguração, hoje, do Posto Policial da Mafalala, a corporação foi desafiada a garantir a segurança da população. Esta foi instada a colaborar com a Polícia de modo a facilitar o seu trabalho.

Na ocasião, o comandante-geral da Polícia da República de Moçambique (PRM), Bernardino Rafael, disse: “precisamos de colaborar com a PRM, sobretudo nesta subunidade do Posto Policial da Mafalala. Denunciem mesmos aqueles vendedores de drogas que estão aqui nos arredores e que nos estão a escutar. Denunciem, também, os agressores e violadores. Temos o Gabinete de Atendimento a Família Vítima de Violência Doméstica”.

Ainda esta quarta-feira foi inaugurado pelo comandante-geral da PRM, a vigésima quarta esquadra, construída de raiz e erguida no bairro de Zimpeto. A infra-estrutura vai atender os residentes dos bairros Magoanine “A”, “B” e “C”, bem como outras unidades residenciais vizinhas.
No Zimpeto, Bernardino Rafael disse que a população devem parar de fazer justiça pelas próprias mãos, pois já há uma esquadra para submeter as queixas.

Na ocasião fora entregues viaturas que vão auxiliar no patrulhamento e a força alocada as duas subunidades reafirmou a sua prontidão para combater o crime na chamada “Cidade das Acácias”.

 

 

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos