O País – A verdade como notícia

Cidadãos já não usam máscara em locais com aglomerados

Foto: O País

Apesar do aumento de casos de COVID-19, nos últimos dias no país, munícipes da Cidade de Maputo continuam a ignorar o uso da máscara em locais com aglomeração. Actualmente, as novas infecções rondam entre os 80 a 100 por dia.

É comum notar que, em vários locais com aglomerados, na Cidade de Maputo, as medidas de prevenção da COVID-19 começam a ser deixadas de lado. Nos estabelecimentos comerciais, até os baldes de água e sabão que eram comuns nas entradas foram removidos. É como que se estivesse voltado à normalidade. Nos principais mercados, o uso da máscara é ignorado.

“Eu tenho noção de que os casos estão a aumentar, estou sem máscara agora, simplesmente porque me esqueci”, justificou Linda Felismina, interpelada à sua saída de um estabelecimento comercial sem máscara.

Linda Chirindza, outra munícipe, explica-se: “eu nunca tive aquela doença, só ouço dizer por aí que há COVID, mas nem se quer sei como se manifesta”.

No Mercado Fajardo, ainda existe um tanque de água para a desinfecção, mas já sem torneiras e, talvez por isso, é ignorado por quem passa. Lídia Albino avança hipóteses: “Muitos já não usam máscaras, então já não lavam as mãos também porque pensam que a COVID-19 já não existe”.

Por outro lado, há quem opte por manter a máscara como seu principal aliado, por temer ser contaminado. “O apelo que deixo aos demais é que continuem a usar máscaras, pois a COVID-19 ainda é uma realidade. Noutros países, este vírus está a causar muitas mortes, então devemos usar não somente a máscara, mas cumprir todo o protocolo sanitário”, apelou Nurat Feliciano.

Recorde-se que o último decreto presidencial prevê o uso obrigatório da máscara em todos os locais com aglomerados e nos transportes semi-colectivos de passageiros.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos