O País – A verdade como notícia

Cidadãos denunciam venda de álcool em residências na cidade de Pemba

As barracas destinadas à venda de bebidas alcoólicas encontram-se encerradas na cidade de Pemba, capital da província de Cabo Delgado. Porém, os proprietários continuam a vender e permitir o consumo deste produto nos seus quintais, apesar da proibição pelo Executivo, para evitar o aumento do novo Coronavírus.

A denúncia chegou ao “O País” por intermédio de alguns citadinos da baía de Pemba.

O número três do artigo 16 do Decreto 2/2021, de 4 de Fevereiro, que impõe medidas para a contenção da propagação da pandemia da COVID-19, no contexto da Situação de Calamidade Pública, estabelece que “é proibida a venda de bebidas alcoólicas nas barracas”.

Contudo, a prática persiste em algumas residências, principalmente na periferia. “Outros fecham as barracas e passam a beber nos quintais, para evitar as autoridades”, narrou Muanassa Marizane, morador de Pemba.

Nesta prática, algumas pessoas são mais ousadas e infringem o Decreto 2/2021, de 4 de Fevereiro, com as barracas fechadas e por “dentro bebe-se muito. A Polícia só anda no centro da cidade, mas nos subúrbios está-se a beber normalmente”, denunciou Zacarias Abudo, outro morador da cidade de Pemba.

Por conta destas práticas, alguns cidadãos dizem-se preocupados e propõem medidas duras no sentido de evitar que a cidade registe novamente contaminação comunitária.

Além de venda de bebida alcoólica às escondidas, há igualmente incumprimento de outras medidas de prevenção e combate à COVID-19, tais como o não uso da máscara e falta do distanciamento físico de pelo menos dois metros.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos