O País – A verdade como notícia

Cidadãos acusam Presidente tunisiano de cometer golpe de Estado

Milhares de cidadãos na Tunísia tomaram as ruas da capital e acusaram o actual Presidente, Kaïs Saïed, de cometer um “golpe de Estado” após demitir o Governo e assumir o poder judicial.

A 22 de Setembro, depois de dois meses de incerteza, o Presidente da Tunísia, Kais Saied, emitiu um decreto que suspendeu vários artigos da Constituição tunisiana e impôs medidas incomuns para vigorarem enquanto reformas políticas são levadas a cabo.

Segundo escreve Notícias ao Minuto, Kais Saied foi acusado, pelos manifestantes, de levar a Tunísia à falência e de intimidar os meios de comunicação social, sendo que várias organizações não-governamentais tunisianas já criticaram a tomada de poder e expressaram receio em relação ao respeito de direitos e liberdades.

Já em 25 de Junho, com a Tunísia mergulhada num impasse político e numa grave crise socioeconómica e de saúde, o chefe de Estado demitiu o primeiro-ministro, suspendeu o Parlamento e assumiu o poder judicial.

O funcionamento do Parlamento continua suspenso, assim como os salários e benefícios dos deputados, por isso Kais Saied legisla sobre os próprios poderes por decreto e continua a presidir o Conselho de Ministros.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos