O País – A verdade como notícia

Cidadão sequestrado na cidade de Maputo

Foi no início da noite desta quarta-feira que um cidadão identificado como Carlos Camurdine foi sequestrado a saída do seu estabelecimento na cidade de Maputo. Tudo aconteceu por volta das 18:20 minutos, quando este, acompanhado de um agente da Polícia, foi arrastado por dois indivíduos que se faziam transportar numa viatura cinzenta de marca Toyota “Escova”.

Os sequestradores dispararam dois tiros ao ar, como forma de chamar atenção que se tratava de um sequestro. Testemunhas no local contam que foi tudo muito rápido.

“Foi tudo muito rápido, quando o proprietário saía, só ouvimos tiros e em seguida um carro a acelerar. Na verdade foi menos de dois minutos. O carro acelerou em direcção a Avenida 10 de Novembro”, contou.

A outra testemunha revelou que o agente da polícia não foi a tempo de agir, depois dos tiros disparados no ar pelos sequestradores. “Depois dos tiros, o agente tentou reagir, mas sem sucesso, porque o proprietário do estabelecimento já tinha sido levado para a viatura usada para o sequestro”, contou.

De imediato, notou-se uma rápida movimentação por parte dos funcionários da loja Samsung, de venda de electrodomésticos e aparelhos electrónicos. O “O País” tentou buscar informações junto dos funcionários da loja, mas estes recusaram-se a prestar quaisquer informações.

A PRM fez-se ao local cerca de 20 minutos depois em busca de informação que pode ajudar nas investigações.

Até à saída da nossa equipa de reportagem a polícia continuava no local e autoridades policiais de investigação, SERNIC faziam-se presentes ao local.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos