O País – A verdade como notícia

Ciclones e guerra na Ucrânia ditam queda da robustez empresarial no país em dois pontos percentuais

O índice de robustez empresarial a nível nacional registou uma queda de dois pontos percentuais no primeiro trimestre deste ano, em relação ao igual período do ano passado.

O impacto das mudanças climáticas e a guerra entre a Rússia e a Ucrânia estão entre os factores que contribuíram para a referida descida.

Estes dados foram revelados nesta quarta-feira, na cidade da Beira, pela CTA,  durante a 8ª edição do Economic Briefing, um evento através do qual os empresários interagem entre si sobre tendências do desempenho empresarial.

De acordo com Agostinho Vuma, presidente da CTA, o índice de robustez económica caiu de 29 para 27 por cento.

“Esta contração reflecte, na essência, o efeito combinado do impacto das calamidades naturais que assolaram o país no primeiro trimestre, o aumento da inflação que reduziu a taxa de juro real, assim como o aumento de custos de matérias-primas, com destaque para o petróleo, o trigo, o óleo alimentar bruto, em grande parte, explicado pelas distorções causadas pelo conflito entre Rússia e Ucrânia”, explicou Vuma.

Todavia, estes factores, continuou Vuma, foram contrabalançados pelo impacto positivo do aprofundamento do alívio de restrições de combate à COVID-19 ocorrido durante o primeiro trimestre, “o qual teve expoente máximo com a declaração do fim do Estado de Calamidade Pública.

Apesar desta redução do índice de robustez empresarial, destacamos as províncias de Sofala e Zambézia que registaram melhorias significativas”.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos