O País – A verdade como notícia

Ciclone Kenneth: número de mortos sobe para dois

Dois óbitos, 2934 casas afectadas das quais 450 completamente destruídas, foi o resultado do ciclone Kenneth na província de Cabo Delgado. A tempestade desalojou temporariamente cerca de 16 mil pessoas, que há dois dias, vivem nos centros de acomodação.

Apesar de ter provocado mortes e destruído várias infraestruturas, o impacto do ciclone Kenneth foi muito reduzido de acordo com a avaliação preliminar do governo central, que esperava uma tragédia segundo as previsões meteorológicas.

"O impacto do ciclone não foi bastante severo. Infelizmente perdemos duas pessoas mas isso deveu-se ao fato de na sua maioria, os cidadãos terem acatado as orientações que foram dados pela autoridades locais, as rádios comunitárias e outras se engajaram a mobilizar pessoas a se retirar para locais de abrigo" anunciou Carmelita Namachulua, Ministra da Administração Estatal e Função Pública.

Para facilitar assistência às vítimas do Kenneth, sobretudo as que estão isoladas na zona norte da província na sequência da queda da ponte sobre o rio Muagamula, e algumas famílias da ilha do Ibo e Quissanga, onde as vias de acesso estão em péssimas condições, o governo disponibilizou um meio aéreo, mas ainda não começou a transportar ajuda humanitária, devido ao mau tempo.

"Deus queira que não tenhamos muita ventania para que a avioneta comece a levar alimentos para Ibo, Quissanga, Mocímboa da Praia e Macomia" acrescentou a ministra.

O governo ainda não baixou o alerta vermelho, e segundo previsões, o Kenneth pode dissipar-se completamente no próximo domingo, 28 de Abril, mas alguns afectados começaram a regressar as suas casas, para alegadamente evitar roubos dos seus bens.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos