O País – A verdade como notícia

Ciclone Idai: aumenta para 447 número de mortos

O número de vítimas mortais, na sequência do cicolone Idai e de inundações, que assolaram o centro do país, passou de 446, no domingo, para 447, nesta segunda-feira, confirmou o ministro da Terra Ambiente e Desenvolvimento Rural, Celso Correia.

‘’Infelizmente, o número de óbitos subiu. Esta subida tem em conta o facto de estarmos já a ter informações de zonas que estavam isoladas’’, afirmou Celso Correia, Ministro do Ambiente.

O número de mortos tem vindo a aumentar à medida que o nível das águas baixa e é possível chegar a mais locais. As autoridades governamentais referiram ainda que, o número de pessoas afectadas está a aumentar, já há registo de 531.466 pessoas que, não apenas estão em risco de vida, mas também que perderam as suas casas, tetos ou em zonas que necessitem de assistência.

O número de pessoas resgatadas também regista uma subida nos centros de acolhimento, neste momento contabiliza-se 109.733 pessoas, das quais, certa de 65763 são pessoas vulneráveis, nomeadamente mulheres gravidas, idosos e crianças que estão a receber a devida assistência.

Seis portugueses vão ser repatriados a partir da cidade da Beira, por problemas de saúde. O Governo português disponibilizou um avião para transportar os portugueses que queiram regressar e também para outras pessoas que queiram deixar a Beira.

Já são seis portugueses e um guineense, que também tem nacionalidade portuguesa, a embarcar no avião que parte ao fim da manhã. A estrada que liga a cidade Beira a Maputo deve reabrir este domingo. A Nacional 6 foi destruída pelas chuvas e pelas correntes de lama. Estava intransitável há mais de uma semana, desde que o Ciclone Idai atingiu o país.

As organizações humanitárias esperam conseguir fazer chegar mais facilmente a ajuda a quem precisa. Há vários camiões carregados com produtos de primeira necessidade a caminho da cidade da Beira. O transporte tem sido feito por via aérea, mas com menos carregamentos.

De Portugal, parte este domingo mais ajuda. Uma segunda equipa da AMI parte para Moçambique, ao final da tarde, para se juntar aos elementos que já estão a trabalhar no terreno.
As Nações Unidas alertam que no cenário de catástrofe aumenta o risco de epidemias. Por isso, a ONU elevou o nível de emergência nos países afetados pelo Ciclone Idai.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos