O País – A verdade como notícia

Ciclone Gombe mata oito pessoas em Nampula

Sete pessoas morreram vítimas do ciclone Gombe, na província de Nampula, revelou, hoje, na África do Sul, o Presidente da República, Filipe Nyusi, após participar da III Sessão da Comissão Binacional Moçambique-Africa do Sul.

Uma das pessoas que perderam a vida foi eletrocutada. No entanto, o Chefe de Estado esclarece que os dados são ainda preliminares.

“Até agora, estão em nosso poder oito óbitos, sendo dois na cidade de Nampula, cujas casas desabaram e eles ficaram debaixo delas porque não resistiram e seis em Angoche, além de alguns feridos”, revelou o Presidente da República.

Porém, Filipe Nyusi diz que os ventos fortes já estão a abrandar e que, como tem sido habitual, seguem chuvas intensas nas zonas afectadas, que podem provocar inundações nas vilas, cidades e povoações.

“Por isso, chamamos atenção para o Rio Licungo que pode, por causa das chuvas, provocar inundações”, alertou o Chefe de Estado, quem apela a população para tomar medidas de precaução, por haver muitas árvores a caírem e fios de energia eléctrica soltos no chão.

Já na III Sessão da Comissão Binacional Moçambique-África do Sul, que levou Filipe Nyusi à terra do rand, os dois países concordam em retomar a patrulha conjunta da pirataria marítima nas suas costas e na Tanzânia.

“A cimeira refletiu a retoma das patrulhas trilaterais que fazíamos, tendo em conta que tivemos, em tempos, acordo sobre a pirataria marítima, onde Moçambique, África do Sul e Tanzânia faziam um patrulhamento conjunto, seja marítimo ou aéreo, e chegamos à conclusão que temos que retomar isso”, disse Nyusi.

Na ocasião, Filipe Nysui convidou a África do Sul a reforçar seu investimento em Moçambique.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos