O País – A verdade como notícia

Chissano defende estímulo aos jovens para maior domínio dos recursos do país

Foto: O País

A Universidade Wutivi graduou, 248 quadros superiores em várias áreas do saber. Joaquim Chissano foi convidado de honra do evento e chamou as universidades à responsabilidade no que a resolução dos desafios do país diz respeito.

São 247 licenciados e 1 mestre que celebraram, por via de graduação, a conclusão da formação em diversos cursos, com destaque para economia, gestão financeira e bancária, contabilidade, direito, psicologia social, arquitectura, gestão e liderança de pessoas e engenharia geológica e de minas.

O antigo Presidente da República, na sua intervenção como convidado de honra, deixou desafios, quer para os graduados, quer para as instituições de ensino, num contexto de exploração de recursos no país.

“O desenvolvimento acelerado do país coloca desafios para o ensino superior. Mais do que formar quadros, é preciso garantir uma formação académica e científica de qualidade e capaz de dialogar com o mundo global em que vivemos, de modo  a turbinar a economia nacional, numa altura em que  alcançamos novos paradigmas do nosso desenvolvimento”, diz o antigo estadista moçambicano, para quem “enquanto temos por algum tempo a possibilidade de utilizar o gás natural como recurso de transição, temos que estimular a nossa juventude, cientistas, engenheiros, pesquisadores e inovadores a correr com passos firmes e fé de que somos tão capazes como os outros, para que cedo tenhamos também um domínio seguro sobre todos os tipos de energias renováveis”.

O título de graduado não deve servir para humilhar os outros. Pelo contrário, que se conquiste créditos com base nas habilidades técnicas. São palavras do chanceler Domingos Tivane, que também interveio na cerimónia. Na mesma senda, o reitor, Nelson Chacha, lembrou que ser graduado é ser dotado de conhecimento, que inclui a boa convivência.

Os graduados, estes, olham para o momento como de muita emoção, porém com desafios pela frente.

Dos 248 graduados, 184 são mulheres. A Unitiva tem cerca de 3000 estudantes e está é a sétima cerimónia de graduação que realiza.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos