O País – A verdade como notícia

China vai partilhar com Moçambique estratégias para erradicar a pobreza

A China quer partilhar com Moçambique as estratégias para erradicar a pobreza. Para o efeito, uma delegação do parlamento chinês está no país e, na manhã de hoje, foi recebida pela Presidente da Assembleia da República, Verónica Macamo.

Com os homólogos da Assembleia da República (AR), os membros do parlamento chinês querem aprimorar as relações de cooperação, que duram há quarenta anos. Para a troca de experiências, deixam a garantia de transmitir a Moçambique, as estratégias para erradicar a pobreza, uma vez que a China tem conseguido bons resultados nessa área.

“Um dos principais elementos que abordamos na nossa conversa é a eliminação da pobreza. Pensamos que este aspecto é pertinente, uma vez que todos os governos têm pensando nisso, por estar ligada a estabilidade social, como é o caso de provisão as populações, do abrigo, da comida, e de todas as condições básicas para sobreviver”, disse Wu Yuliang que integra a delegação.

“Esperamos que no futuro, os nossos governos trabalhem em conjunto para melhorar a vida dos dois povos,” acrescentou Yuliang.
Já do lado moçambicano, a expectativa é enorme, na experiência a trocar com a China.

“Sabemos que em 2020 a China vai declarar pobreza erradicada, em parte considerável naquele país. Portanto, queremos colher as experiências e sobre como devemos aplica-las aqui no nosso país” declarou o deputado Edmundo Galiza Matos, que preside a liga parlamentar de amizade, solidariedade e cooperação Moçambique-China.

Além das conversações de âmbito parlamentar, a delegação do parlamento chinês quer inteirar-se do sistema judiciário moçambicano, bem como pretende colher experiências sobre o funcionamento da Polícia da República de Moçambique.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos