O País – A verdade como notícia

Cheira a título cá no burgo…

A União Desportiva de Songo recebe, domingo, o Textáfrica do Chimoio em desafio inserido na vigésima oitava jornada do campeonato nacional de futebol, Moçambola ZAP 2017. Pode ser o jogo do título…

Temos campeão em pleno fim-de-semana longo? Temos, sim senhor, se, no Songo, a União Desportiva cumprir e vencer o aflito Textáfrica do Chimoio e, em Maputo, o Costa do Sol perder ou empatar com o Chibuto. Tão simples quanto isso!

Mas há, nisto de contas, uma vontade férrea do Costa do Sol arrancar, domingo, os três pontos ao Chibuto e arrastar a decisão do título até as últimas consequências.

Domingo, os “guerreiros” de Gaza terão, no entanto, uma palavra a dizer, até porque pretendem melhorar a sua classificação no Moçambola ZAP 2017.

Razões mais do que suficientes para se antever um jogo muito bem disputado.

A depender apenas de si mesmo para conquistar o título, a UD Songo recebe um Textáfrica do Chimoio que precisa apenas de um ponto para assegurar a manutenção no campeonato.

Os “fabris” do planalto jogam, por isso, uma cartada importante diante de um adversário que está embalado na caminhada à conquista do título que lhe fugiu nas últimas jornadas no ano passado.

Maxaquene joga pela vida

Aguardado com enorme expectativa, até porque coloca frente-a-frente duas formações que lutam pela manutenção, o embate entre o Maxaquene e o 1.º de Maio de Quelimane será seguido com muita atenção.

Os “tricolores” e “trabalhadores” são obrigados a vencer para definirem a sua posição, pelo que se espera um jogo renhido com as duas equipas a darem o seu melhor para saírem vitoriosas. O 1.º de Maio teve uma semana turbulenta, na qual os seus jogadores boicotaram os treinos de terça-feira e quarta em reivindicação de salários em atraso.

Aliás, este é um aspecto que pode prejudicar o representante da Zambézia no Campeonato Nacional de futebol.

Arnaldo Salvado quer definir futuro já

No campo da Bela Vista, o Desportivo de Nacala recebe um Ferroviário de Nampula que, em caso de mais um deslize, pode espreitar a zona de despromoção.

Na quinta posição com 39 pontos, o Desportivo de Nacala está menos pressionado e pode aproveitar o factor casa para vencer o jogo.

Daí que se adivinha uma equipa que aponte para a vitória frente a um conjunto que vem de uma vitória moralizadora no terreno da Liga Desportiva de Maputo.

Despromovido e sem nada a perder, a Associação Desportiva de Macuácua joga com um Ferroviário de Maputo que pretende melhorar a sua classificação na prova.  

Igualmente despromovida, a Universidade Pedagógica de Lichinga recebe uma Liga Desportiva de Maputo que está a fazer uma prova modesta.

Fechar a prova com vitórias é o objectivo das duas formações, sendo que a UP de Lichinga conta com o apoio do seu público para conseguir este desiderato.

Interessante de seguir será o jogo ENH de Vilankulo e Ferroviário de Nacala, duas equipas separadas por 13 pontos na tabela classificativa. Os “locomotivas” de Nacala estão a fazer uma boa campanha no Moçambola ZAP, encontrando-se na terceira posição com 46 pontos.

O ENH, esse, está em décimo com 33 e é obrigado a vencer para definir a sua situação na prova.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos