O País – A verdade como notícia

Dirigentes felicitam Emmanuel Macron pelo segundo mandato

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, felicitou, ontem, Emmanuel Macron pela sua reeleição ao cargo de Presidente da França.

“Parabéns a Emmanuel Macron pela sua reeleição como Presidente da República Francesa. A França é um dos nossos aliados mais próximos e mais importantes. Estou ansioso por continuar a trabalhar em conjunto em questões-chave, tanto para os nossos países como para o mundo”, escreveu Boris Johnson na sua rede social Twitter, citado pelo Notícias ao Minuto.

O chanceler alemão, Olaf Scholz, também através do Twitter, felicitou Macron. “Anseio pela nossa boa e contínua cooperação”, rematou.

O Já o chefe do Governo italiano, Mario Draghi, considerou a vitória de Emmanuel Macron nas eleições presidenciais francesas uma notícia maravilhosa para toda a Europa.

“A vitória de Emmanuel Macron nas eleições presidenciais francesas é uma notícia maravilhosa para toda a Europa”, afirmou Draghi numa declaração oficial.

Volodymyr Zelensky também felicitou o Presidente francês. Na sua conta Twitter,  Zelensky  considerou Macron um verdadeiro amigo da Ucrânia.

“Desejo-lhe mais sucesso para o bem do povo. Agradeço seu apoio e estou convencido de que estamos a caminhar juntos em direção a novas vitórias. Rumo a uma Europa forte e unida!”, declarou Zelensky.

Umaro Sissoco Embaló, Presidente da Guiné-Bissau, felicitou no domingo à noite o seu homólogo francês, Emmanuel Macron.
“As minhas calorosas felicitações a Emmanuel Macron pela sua brilhante reeleição. Desejo-lhe todo o sucesso no seu mandato presidencial nos próximos cinco anos” escreveu Embaló na rede social Twitter.

Emmanuel Macron foi  reeleito Presidente da França, obtendo entre 57,6% e 58,20% dos votos na segunda volta das eleições, contra 41,80% e 43% de Marine le Pen, a candidata de extrema-direita, segundo as primeiras projecções.

Em 2017, a primeira vez que os dois se enfrentaram nas eleições presidenciais, o centrista Emmanuel Macron venceu com 66,10% dos votos, contra 33,90% de Marine le Pen, ou seja com uma vantagem significativamente mais clara do que nas eleições de hoje, escreve Notícias ao Minuto.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos