O País – A verdade como notícia

“Chalane” deixa cerca de 10 mil pessoas da Beira e do Dondo sem água canalizada

O corte no fornecimento do precioso líquido foi consequência da tempestade tropical “Chalane”, que derrubou postes de transporte de corrente eléctrica, afectando o Fundo de Investimento e Património do Abastecimento de Água (FIPAG) em Sofala, sobretudo nas cidades da Beira e Dondo.

Os ventos fortes da Tempestade tropical “Chalane” atingiram a região centro do país, em particular a província de Sofala, a uma velocidade de 110 quilómetros por hora. Com os alguns postes de transporte de corrente eléctrica deitados abaixo, o FIPAG não conseguiu prover água.

Se nas cidades da Beira e Dondo nenhuma torneira jorrava água, outros milhares de clientes daquela empresa eram abastecidos com restrições. Sessenta e cinco mil consumidores foram afectados, mas horas depois o problema foi minimizado.

Contudo, até ao fim da tarde desta quinta-feira, cerca de 10 mil consumidores continuavam desprovidos do precioso líquido.

“Por questões de prevenção, desligamos todos os nossos equipamentos que garantem a bombagem. O sistema esteve parado por cerca de 12 horas. Este facto contribuiu para que o nível de reserva baixasse. Como o fornecimento de energia ficou condicionado, desde ontem [quarta-feira] estamos a recorrer, em alguns pontos, a geradores. Gradualmente estamos a religar todos os sistemas. Hoje [esta quinta-feira], estamos com um funcionamento acima de 80 por cento, facto que nos permitirá abastecer água em vários bairros”, explicou Cremilda Sitole, directora do FIPAG na Beira.

A interlocutora garantiu que o abastecimento seria normalizado esta quinta-feira nas cidades da Beira e Dondo. Mas enquanto isso não acontece, a empresa tem estado a recorrer a camiões cisternas para prover o precioso líquido aos clientes.

São direccionados “camiões com mais de 10 mil metros cúbicos a vários pontos das zonas onde temos problemas”, contou Cremilda Sitole, para quem este trabalho faz parte do plano de contingência do FIPAG para responder à demanda no período de festas.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos