O País – A verdade como notícia

CFM “a todo vapor” supera metas ferro-portuárias de 2018

A empresa portos e Caminhos-de-Ferro de Moçambique (CFM) registou um crescimento nas quantidades de cargas manuseadas, passando de cerca de seis milhões de toneladas métricas em 2017, para mais de sete milhões em 2018.

O volume de manuseamento de carga dos CFM cresceu 19% em 2018, face ao ano anterior, com o Conselho de Administração desta empresa a reportar lucros no montante de 18.8 biliões de meticais. A empresa registou 7.5 milhões de toneladas métricas em manuseamento de carga no ano passado, contra 6.3 milhões de toneladas métricas de 2017.

Estes resultados representam um crescimento em nove por cento acima do plano desenhado pela empresa Portos e Caminhos-de-ferro de Moçambique para 2018, revelou o Presidente do Conselho de Administração (PCA) dos CFM, Miguel Matabel.

No geral, o sistema portuário registou um crescimento de 5.5 por cento, atingindo cerca de 46 milhões de toneladas métricas manuseadas, contra cerca de 44 milhões em 2017.

Já nos serviços em terra, especificamente no sistema ferroviário nos corredores sob gestão do CFM (sul e Centro), foram transportados cerca de 11.4 milhões de toneladas líquidas, superando o plano de cerca de nove por cento, e tiveram uma variação positiva de cerca de dois por cento do transportado em 2017, que ficou-se em cerca de 11.1 milhões de toneladas líquidas.  

Foi também no ano transacto, revela Miguel Matabel, que os CFM adquiriram cinco locomotivas, 300 vagões, e aceleraram os trabalhos de reconstrução de duas pontes ferroviárias na Linha de Ressano Garcia.

Ao todo (incluindo as duas concessionárias da região norte), em 2018 transportadas cerca de 23.7 milhões de toneladas líquidas, o que corresponde a um crescimento de 6.4 por cento da realização de 2017, em que se fixou em 22.3 milhões de toneladas líquidas.

Para além de pretender aumentar os ganhos no sistema portuário e no sistema Ferroviário, para este ano, ou melhor, “em breve, os CFM irão receber 90 carruagens para reforçar o serviço de transporte de passageiros”.

 

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos