O País – A verdade como notícia

Centenas de pessoas podem ter sido vacinadas com imunizantes adulterados em Timor-Leste

Especialistas timorenses recomendaram às autoridades que voltem a vacinar centenas de pessoas, maioritariamente profissionais de saúde, que terão sido inoculadas com doses de AstraZeneca alteradas devido a problemas de temperatura no Hospital Nacional Guido Valadares (HNGV).

De acordo com uma fonte da comissão interministerial de vacinação contra a COVID-19, citada pela Lusa, centenas de pessoas foram vacinadas com doses que estavam alteradas porque não se cumpriu a cadeia de frio.

As autoridades avançam que o local onde as vacinas estavam armazenadas ficou sem energia eléctrica, o que teria influenciado negativamente o funcionamento do sistema de conservação.

O incidente foi descoberto em Junho pelas autoridades, mas só veio a público na última semana, depois de denúncias.

Segundo a ministra da Saúde, Odete Belo, a instituição ainda está a recolher dados sobre o incidente, relativamente à questão da cadeia de frio como ao número de doses afectadas.

“É um problema que temos que resolver. Queremos confirmar todos os dados para ter a certeza”, explicou Odete Belo, citada pela Lusa.

Ainda não é conhecido o número total de doses adulteradas, uma vez que as autoridades de Saúde timorenses continuam a recolher mais dados sobre o incidente.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos