O País – A verdade como notícia

Centenas de cidadãos imunizados com vacinas falsas no Uganda

Cerca de 800 pessoas receberam uma ou mais injecções de vacina falsa contra a COVID-19 no Uganda, um esquema gerido por médicos e enfermeiros “sem escrúpulos”, anunciaram, ontem, as autoridades ugandesas.

Segundo escreve a Angop, as vacinas contrafeitas, por vezes misturadas com água, foram administradas entre Maio e Junho, no pico de uma onda de infecções pelo novo Coronavírus, no país, com uma média de 1.700 novos casos por dia.

O principal alvo dos médicos eram os requerentes de vacinas dispostos a pagar pelas suas injecções. No período em referência, o país estava sem doses suficientes para a campanha de vacinação gratuíta.

“Indivíduos sem escrúpulos, com a intenção de ganhar dinheiro, enganaram pessoas com falsas vacinas contra a COVID-19″, disse Warren Naamara, responsável pelo controlo dos Serviços de Saúde na Presidência, citado pela Angop.

O responsável disse, ainda, que dois trabalhadores da Saúde foram presos e um médico está fugitivo.

Os testes mostraram que os frascos não continham qualquer produto perigoso, apenas água.

As vítimas da burla pagaram entre 80.000 e 500.000 xelins ugandeses (entre 1.575 e 7.578,60 meticais) por cada vacina.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos