O País – A verdade como notícia

CEDEAO suspende Burkina Faso

O Burquina Faso foi suspenso da Comunidade Económica da África Ocidental, devido ao golpe militar ocorrido na segunda-feira. A decisão foi tomada pelos chefes de Estados que fazem parte da organização económica, numa reunião virtual.

Na passada segunda-feira, Roch Marc Christian Kaboré, eleito Presidente do Burquina Faso em 2015 e reeleito em 2020, foi derrubado durante um grupo de militares liderado pelo Movimento Patriótico para a Salvaguarda e Restauração.

A insurreição militar começou no domingo passado em vários quartéis no país, incluindo na capital burquinabe, Ouagadougou, ao que se seguiu uma manifestação que fez milhares de pessoas saírem à rua, em protesto contra a insegurança criada por vários grupos extremistas islâmicos.

Reagindo à situação no Burquina Faso, na sexta-feira, a Comunidade Económica África Ocidental, CEDEAO, suspendeu o país bloco regional.

Além da suspensão, a organização exigiu a libertação do presidente Roch Kaboré, que se encontra em prisão domiciliária, bem como de outros altos funcionários presos, de acordo com a Agência Angolana de Notícias.

A Comunidade Económica África Ocidental, a agremiação voltará a reunir no dia 03 de Fevereiro, em Acra, capital do Gana, para discutir aspectos relacionados com o caos político no Burquina Faso.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos