Pense antes de clicar

Dizem que a única constante é a mudança, e o panorama de episódios de fraude prova-o quase todos os dias. O jogo do gato e do rato entre criminosos e bancos é algo recorrente. As equipas de Risco e Fraude fazem um esforço contínuo no sentido de adaptar as tecnologias de prevenção à fraude e, […]

Da praga de insectos e dos odores nauseabundos pós-carnaval…

Da praga de insectos e dos odores nauseabundos pós-carnaval…   Dizem os que sabem que “depois da bonança vem a tempestade”. Ou é ao contrário? Bom, se não for aquele o adágio correcto, reais foram os eventos que se seguiram às efusivas celebrações do carnaval. Os organizadores daquele evento tinham alguma dificuldade em recordar-se do […]

Os tornados do narrador em Teresa Noronha

Sim, eu tenho fantasmas, nem todos eles mortos Fazendo poeira dos meus sonhos, girando e girando Ao redor na minha cabeça. in “Yes, I have ghosts”, David Gilmour.   Tornado é uma história que começa in medias rés, isto é, no meio dos acontecimentos. Quando, logo no primeiro período, a narradora afirma Soube anos mais […]

[Da irreverência do amor] para enxugar as nódoas dos olhos de Énia Lipanga

Quando o caso a ser julgado é o amor, os amantes podem queixar-se de tudo perante o tribunal da vida, menos da falta de avisos. Entretanto, porque os avisos estão sempre na tendência de rejeitar os acontecimentos vindouros, enquanto o desejo tem esta tendência de apelar à experimentação do inédito, este último vence amiúde o […]

Como escolher um mentor para orientar sua carreira profissional!

“Gerson, estás a dizer aqui neste artigo que temos de ter mentores para nos ajudarem nas nossas carreiras!  Mas, afinal de contas, o que é isso de mentores? Porque aqui na town agora, há muitos mafiosos a quererem se passar por intelectuais. Como podemos diferenciar esses tipos?” Este foi um dos feedbacks que recebi, do Gaspar […]

O dia em que o silêncio magoou como socos na garganta

28 de Dezembro de 2003. Pavilhão do Maxaquene! Qual ovo de Colombo, a “catedral” do basquetebol indígena rebentava pelas costuras. Não havia espaço sequer para uma agulha! Vivi, e com inusitado entusiamo, 40 minutos do duelo Moçambique vs Nigéria que foram um autêntico regalo para os sentidos. Maldita Mfon Udoka, estrela-mor da Nigéria que nos […]

As leituras de Armando Artur[1]

Onde nós começamos é onde nós terminados. in “Where we start”, David Gilmour. Boa tarde a todos! Começo esta intervenção com um exercício anacrónico. Há umas semanas, no outro lado da cidade, a Alcance Editores lançou o livro O rosto e o tempo, antologia poética que reúne textos publicados por Armando Artur ao longo de […]

AFIRMAÇÃO A TODO O CUSTO

Por Armando Artur Acontece um pouco por todo o lado, e de forma recorrente, o público leitor ser presenteado com peças textuais publicadas tanto nas redes sociais quanto na imprensa escrita. Para os que estão atentos ao fenómeno,  são artigos da lavra, invariavelmente, das mesmas pessoas, quer seja no Brasil, Angola, Moçambique, Cabo Verde, entre […]

DOS NOVOS ANTIPARADIGMAS DO REI ARTUR AOS EQUÍVOCOS DO PÁSSARO-PALITO

Surpreendeu-me há dias, ler o poema “Novos Antiparadigmas”, da lavra do poeta Armando Artur, a circular pelos WhatsApp. Surpresa primeira encontro-a mesmo na preocupação do poeta, velada no título do poema. Se encaramos o antiparadigma enunciado pelo poeta como um acto de ruptura com os paradigmas imperantes nas estruturas da sociedade, um poeta contrariado com […]