O País – A verdade como notícia

“Catedral” na rota do Mundial de basquetebol

FIBA confirmou que os jogos da primeira fase do grupo “D” de apuramento ao Mundial de basquetebol da China, em 2019, terão lugar em Fevereiro de 2018, no pavilhão do Maxaquene.  Moçambique irá travar argumentos com Costa do Marfim, RCA e Senegal

A selecção nacional de basquetebol sénior masculino estreia-se, a 24 de Fevereiro, diante da Costa do Mar-fim, na primeira fase das eliminatórias do grupo “D” de apuramento ao Campeonato do Mundo da modalidade a ter lugar em 2019, na China.

Trata-se, de resto, de um adversário que terminou o “Afrobasket” 2017 na 14ª posição e, actualmente, ocupa o 65º posto no “ranking” da FIBA.
Inserida no grupo “A” do “Afrobasket” 2017, certame havido no Senegal e Tunísia, a Costa do Marfim estreou-se com uma derrota a 8 de Setembro diante da Nigéria, por 78-77.

Na jornada dois, os costa-marfinenses voltaram a perder, desta feita frente a RD Congo por uma diferença de 19 pontos: 81-60.
Na terceira e última jornada, o primeiro adversário de Moçambique na fase de apuramento ao Mundial caiu aos pés do Mali com quem perdeu por 92-63.

No “Afrobasket” 2015, competição realizada em Radès, na Tunísia, Moçambique e Costa do Marfim defronta-ram-se nas classificativas do 11º e 12º lugares, tendo a vitória sorrido para os costa-marfinenses por 70-63.

Nesse embate, realizado a 28 de Agosto de 2015, Pio “Lingras” Matos foi o melhor cestinha da selecção naci-onal com 15 pontos durante os 32 minutos em que esteve na quadra.

O armador foi secundado pelo extremo David “Mano” Canivet Jr. que contabilizou 13 pontos e oito ressaltos em 36 minutos na quadra. Do lado da Costa do Marfim, Souleyman Diabate, totalista no jogo, esteve em des-taque com 19 pontos e oito ressaltos.

RCA a seguir
A 25 de Fevereiro, a selecção nacional de basquetebol terá pela frente a República Centro Africana, em jogo da segunda jornada da primeira fase do grupo “D” das eliminatórias para o Mundial.
A RCA somou duas derrotas em três jogos no “Afrobasket” 2017.

Inserida no grupo “B”, começou por perder com Marrocos por 76-66.
Já no dia 10 de Setembro, num jogo equilibrado, a República Centro Africana derrotou o Uganda por 57-53.

Tal como se esperava, até pela diferença em termos competitivos entre os dois países, fechou a fase de gru-pos com uma derrota com Angola: 66-44.

Senegal a fechar

Terceiro classificado na edição 2017 do “Afrobasket”, prova na qual foi co-organizador, Senegal é o adversário na jornada três da competição.
Curiosamente, Moçambique e Senegal cruzaram caminho na fase de grupo do último Campeonato africano, com os senegaleses a vencerem por 80-49.

Em 2015, Moçambique e Senegal estiveram também integrados no mesmo grupo (B) em 2015, em Radès, na Tunísia, sendo que a selecção nacional perdeu por 86-76.

A FIBA confirmou, semana passada, que os jogos da primeira fase do grupo “D” de apuramento ao Mundial de basquetebol terão lugar no pavilhão do Maxaquene.

Enquanto a capital da capital do Mali, Bamako, será palco de jogos do grupo “B” que contará com a participa-ção das selecções nacionais da Nigéria, Uganda e Ruanda e Mali.

Sob o novo sistema de competição da FIBA, África qualificará pela primeira vez cinco equipas para o Mundial de basquetebol.

Ao longo de um ciclo de quatro anos de 2017 a 2021, as selecções africanas irão efectuar jogos oficiais re-gulares para se qualificarem para o Mundial 2019 e “Afrobasket” 2021. Os três primeiros classificados avan-çam para a segunda fase que comporta 12 selecções nacionais. Na segunda fase, as equipas defrontam-se num sistema de eliminatórias com jogos em casa e fora. O Mundial de basquetebol terá lugar de  31 de Agosto a 15 de Setembro de 2019, na China.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos