O País – A verdade como notícia

Caso do jovem morto à facada no Alto Maé está em investigação

A Polícia na cidade de Maputo diz que o caso do jovem morto por esfaqueamento no pescoço, no Alto Maé, está em fase avançada de investigação. O porta-voz, Leonel Muchina, garante que há pistas suficientes para se chegar aos autores do crime.

De 23 anos de idade, Abdul Nasser, tratado por Dulão, foi assassinado na madrugada do último domingo, na Avenida Ahmed Sekou Touré, no Alto Maé. Um caso que chocou os moradores da Malanga, bairro onde o finado residia, e deixou inconsolável a família, que pediu por justiça. “Eu só quero que a justiça seja feita”, clamou a mãe do finado.

A Polícia que ainda não tinha-se pronunciado acerca do caso, disse ao “O País esta quarta-feira, que o crime já está a ser investigado.

“Nós registamos esta ocorrência; o facto dá-se na madrugada de domingo, quando indivíduos ainda desconhecidos terão abordado este cidadão e, com recurso a instrumentos contundentes, desferiram golpes fatais. Desde a tomada de conhecimento, juntamos ao Serviço Nacional de Investigação Criminal (SERNIC), um processo profundo de investigação, porque como autoridades interessa-nos muito esclarecer este caso”, disse Leonel Muchina, porta-voz da Polícia da República de Moçambique, na Cidade de Maputo.

Muchina garantiu igualmente, que a patrulha está a ser reforçada, de modo que se combata a criminalidade que se tem relatado com frequência, na cidade de Maputo, no geral, e em particular, nos bairros da Malanga e Alto Maé, onde há esquadras próximas.

Só em menos de duas semanas, “O País” reportou pelo menos dois assassinatos, na cidade de Maputo.
 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos