O País – A verdade como notícia

Carlos Osvaldo distinguido com Books for Peace 2019

Na lista da terceira edição do Prémio Books for Peace 2019 consta o nome de um autor moçambicano. Chama-se Carlos Osvaldo, e foi reconhecido pelos membros do júri daquele concurso por contribuir para paz, harmonia entre os povos e causas humanitárias, através do conjunto da obra e do trabalho que realiza fora da escrita.

A distinção ao escritor no concurso que não prevê a submissão de candidaturas pelos prováveis laureados aconteceu no dia 14 deste mês, na cidade de Roma, na Itália. Por isso mesmo, devido ao reconhecimento, Carlos Osvaldo fará parte da comissão internacional do Prémio Books for Peace próximo ano. A sua principal missão será a de identificar mais pessoas em Moçambique que também merecem a distinção. Depois de identificar os prováveis candidatos, os mesmos serão avaliados por um júri do Prémio.

Para Carlos Osvaldo, que não estava à espera deste reconhecimento, é uma grande honra ser um dos laureados pelo Prémio Books for Peace 2019, o que realça o seu sentido de missão. “Sinto-me a representar o país e quero abrir portas para que mais moçambicanos sejam reconhecidos”.

Carlos Osvaldo Mabutana nasceu em Maputo em 1982, tendo crescido em Lisboa. Trabalha como gestor de comunicação da ONG Muva, que se dedica no empoderamento da mulher, e como gestor de outras marcas. Além disso, é embaixador, em Moçambique, dos Southern Africa Startup Awards (SASA). É Prémio Maria Odete de Jesus e autor de quatro romances: Amorismo ou as vidas aéreas de Bernardo Souto, Bárbara(mente), Omitir não é mentir e Paternizando – diário de um pai em cativeiro.

Portanto, o Prémio Books for Peace 2019, sem fins monetários, é promovido pela Fundação Universitária Vida Cristã (FUNVIC), baseada em Roma (Itália), sempre com o intuito de destacar o trabalho desenvolvido por escritores, activistas ou jornalistas em prol da paz, causas humanitárias e trabalho social, em todo o mundo. Além do autor moçambicano, nesta edição também foram reconhecidos cidadãos dos seguintes países: Albânia, Argentina, Afeganistão, Bangladesh, Bélgica, Camarões, Canadá, Croácia, Cuba, Egipto, Etiópia, Estados Unidos, Finlândia, França, Grécia, Índia, Irão, Itália, Marrocos, Nova Zelândia, Nigéria, Noruega, Paquistão, Peru, Portugal, Rússia, Sérvia, Síria, Togo, Tunísia, Uganda, Yemen e Zimbabwe. 

 

 

 

 

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos