O País – A verdade como notícia

Candidato às presidenciais acusado de corrupção na Serra Leoa

Foto: Reuters

A comissão anti-corrupção da Serra Leoa acusou um ex-ministro e actual líder da oposição para as eleições presidenciais de 2023 de corrupção, incluindo seis funcionários do actual Governo do país da África Ocidental.

Samura Kamara, candidato presidencial do partido da oposição All People’s Congress, é acusado de participar em esquemas de corrupção para benefício individual, e para além dele, foram identificados membros do Governo ligados ao Ministério das Finanças do país.

Kamara era ministro dos negócios estrangeiros à data dos factos, onde segundo a comissão, o mesmo teria cometido dois crimes, incluindo apropriação indevida de fundos públicos no valor de quase 3 milhões de dólares destinados à reconstrução de um edifício.

Os outros seis indivíduos ligados ao Governo são acusados de vários crimes de corrupção envolvendo 4,2 milhões de dólares destinados à renovação do edifício da chancelaria da Serra Leoa em Manhattan.

A sua equipa de campanha, Samura Kamara para as eleições de 2023 negou qualquer infracção numa breve declaração, dizendo que os seus quarenta anos de serviço público, o seu carácter imaculado nunca foi questionado, tanto a nível nacional como internacional.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos