O País – A verdade como notícia

CAN-2023: Chiquinho confiante no segundo lugar no grupo L

Foto: FMF

O seleccionador nacional, Chiquinho Conde, diz que os Mambas têm muitas possibilidades de qualificação ao Campeonato Africano das Nações, mesmo que seja em segundo lugar, já que o Senegal é candidato nato a terminar em primeiro lugar. Conde espera que os jogos dos Mambas tenham lugar em Maputo para ter o apoio dos moçambicanos

A campeã africana em título, Senegal, o Benin e o Ruanda são os adversários dos Mambas na caminhada ao Campeonato Africano das Nações, com o arranque previsto para Junho próximo.

Será a quinta vez que os Mambas vão defrontar o Senegal, com quem logrou dois empates e quatro derrotas, a quinta diante do Ruanda, onde dividiram duas vitórias para cada lado, e a segunda frente ao Benin, depois do empate a dois no CAN-2010, na última participação do país.

Chiquinho Conde diz que a candidata nata a vencer o grupo L e que parte com ligeira vantagem no apuramento são os Leões de Teranga, não fossem os detentores do troféu, ficando a outra vaga dividida pelas três selecções, nomeadamente Moçambique, Benin e Ruanda, mas com ambições de colocar os Mambas no CAN.

“Terminado o sorteio, calhou-nos o grupo L, somente a grande candidata à qualificação do grupo, ao primeiro lugar, que é o Senegal, campeão em título, depois estamos nós, o Benin e o Ruanda”, começou por dizer Chiquinho Conde em reacção ao sorteio.

Conde acrescentou que “teremos que conquistar algo grandioso em lugares onde as pessoas menos esperam”, realçando ainda que “naquilo que depender de mim e de todo grupo que irá estar presente nessa qualificação, tudo iremos fazer para conseguir levar Moçambique a essa fase final de qualificação”.

O facto de já ter defrontado os três adversários será uma vantagem, segundo o seleccionador nacional, que garante que todos serão estudados e, com apoio dos moçambicanos, a qualificação pode chegar.

“Já tivemos a oportunidade de disputar com todos esses adversários em momentos diferentes e vamos estudá-los e observá-los com minuciosidade”, garante Chiquinho Conde, que também promete “trabalhar naquilo que são os nossos aspectos fortes”.

A ambição de levar os Mambas ao seu quinto Campeonato Africano das Nações, depois de 1986, no Egipto, 1996, na África do Sul, 1998, no Burquina Faso, todas estas com Chiquinho como jogador, e 2010, em Angola, já depois de pendurar as chuteiras, leva o seleccionador nacional a acreditar na qualificação.

Mas há uma motivação acrescida que os Mambas precisam para sonhar com a qualificação: “se eventualmente tivermos a possibilidade de jogar no nosso reduto, teremos a oportunidade da ajuda do público e aí tudo pode acontecer”.

Relativamente às restantes selecções dos PALOP, Guiné-Bissau está no grupo A, junto da Nigéria, Serra Leoa e o vencedor da eliminatória entre São Tomé e Príncipe e as Maurícias, enquanto Cabo Verde está no grupo B com Burquina Faso, Togo e eSwatini.

Angola, por seu turno, está no grupo E, no qual estão também o Gana, Madagáscar e República Centro Africana. A fase de qualificação inicia em Junho próximo.

Recordar que Quénia, inserida no grupo C, juntamente com Camarões, Namíbia e Burundi, bem como Zimbabwe, no grupo K, onde estão as selecções de Marrocos, África do Sul e Libéria, aguardam a decisão da FIFA de levantar a sua suspensão para poderem disputar esta fase de apuramento, uma vez terem sido banidos de todas provas sob égide do órgão máximo do futebol mundial por interferência dos respectivos governos na gestão desportiva.

Assim, caso o levantamento das sanções não aconteça até 15 dias antes do arranque da fase de qualificação, as duas selecções ficarão afastadas dos respectivos grupos, que passarão a ter apenas três integrantes, qualificando-se os dois primeiros.

 

MAMBAS INICIAM CAMPANHA DEFRONTANDO RUANDA

A selecção nacional de futebol inicia a caminhada ao CAN-2023 recebendo o Ruanda, entre os dias 30 de Maio e 7 de Junho próximos. Entretanto, porque o Estádio Nacional do Zimpeto não estará pronta até a data, a Federação Moçambicana de Futebol terá que encontrar outro campo neutro para os Mambas receberem os ruandeses, ou então negociar com a Federação Ruandesa de Futebol para uma troca, ou seja, Ruanda receber a primeira jornada e Moçambique receber a quinta jornada.

Na segunda jornada, os Mambas deslocam-se a Benin, entre 7 a 14 de Junho, fechando a dupla jornada.

Em Setembro disputa-se a dupla jornada dos jogos das 3ª e 4ª jornadas, cujo adversário é o Senegal, começando primeiro em Dakar e depois em Maputo, entre os dias 19 a 27 de Setembro.

Será o final dos jogos para este ano, reservando-se as Datas-FIFA de Outubro e Novembro para os jogos de qualificação ao CHAN.

A quinta e sexta jornadas estão aprazados para Março de 2023, nomeadamente entre os dias 20 a 28, altura em que os Mambas defrontam o Ruanda, fora, e o Benin, em casa, para o fecho.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos