O País – A verdade como notícia

Camões celebra José Saramago em exposição

O Camões – Centro Cultural Português em Maputo irá inaugurar uma exposição sobre José Saramago, às 18 horas do dia 17 deste mês.

“Voltar aos passos que foram dados” é o título da exposição que será inaugurada no dia 17 deste mês de Maio, às 18 horas, no Camões – Centro Cultural Português em Maputo. A mostra é organizada pelo Camões – Centro Cultural Português e a Fundação José Saramago.

De acordo com uma nota de imprensa, a abertura da exposição faz parte do programa oficial das celebrações do centenário natalício de José Saramago e contará com a participação do Comissário-Geral para o Centenário, o português Carlos Reis, considerado um dos mais relevantes ensaístas da actualidade, que estará propositadamente na Cidade de Maputo para a dinamização de diversas actividades no âmbito da efeméride.

No decorrer da cerimónia de abertura da exposição, avança a nota de imprensa, será também promovida uma conversa, aberta ao público, sobre o escritor José Saramago e o seu legado.

A exposição constitui uma “viagem” pela vida e obra de Saramago que leva o visitante a (re)encontrar as obras e o legado cultural e cívico do escritor em 15 painéis. A selecção dos textos é de Carlos Reis e Fernanda Costa, com design de André Letria. Nesta exposição, é retomado um desafio proposto pelo autor no livro “Viagem de Portugal”: “É preciso voltar aos passos que foram dados, para repetir e para traçar caminhos novos ao lado deles. É preciso recomeçar a viagem. Sempre. O viajante volta já”.

Segundo a nota de imprensa, recentemente, Carlos Reis referiu numa entrevista que se pudesse fazer uma pergunta agora a José Saramago, perguntaria que livro dele quereria que fosse lido daqui por 200 anos. “Digo isto não porque tenha dúvidas de que a obra de Saramago ficará por muitos anos, mas porque é sempre interessante sabermos qual a representação que o escritor tem da sua obra. Não que isso seja um definitivo guia de leitura, mas — nem sempre pensamos nisto — quando um escritor escreve, vai passando pela história ou a história vai passando por ele, os seus juízos vão mudando e por vezes um escritor vive de forma diferentemente confortável com as suas obras”, lê-se na nota de imprensa.

As celebrações do centenário de Saramago fazem-se com um vasto leque de actividades, as quais podem ser consultadas no website da Fundação José Saramago, e das quais fazem parte leituras, encenações de teatro, publicações e republicações – como é o caso da edição renovada de “Viagem a Portugal”, que inclui fotografias inéditas captadas pelo próprio Nobel da Literatura.

A exposição “Voltar aos passos que foram dados” tem ainda um propósito de divulgação e de orientação pedagógica, permitindo um contacto de iniciação ou de revisão com a literatura e com o pensamento saramaguianos.

A exposição no Centro Cultural Português em Maputo ficará patente ao público de 18 de Maio a 4 de Junho, de segunda a sábado, entre as 10h00 e as 17h00. As entradas são gratuitas.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos