O País – A verdade como notícia

Caminhada dos “locomotivas” do Chiveve rumo à BAL inicia hoje

A África do Sul será novamente um ponto de encontro para as equipas que esperam conseguir o seu ingresso para a Basketball Africa League (BAL). Após o sucesso de Joanesburgo como anfitrião das eliminatórias do Grupo F, Divisão Leste, em Outubro, a cidade de ouro sediará uma etapa da Elite 16, que acontecerá no Pavilhão de Wembley, a partir desta terça-feira, 7, até o dia 11 de Dezembro.

Os finalistas do torneio de Joanesburgo e a equipa que vence o jogo do terceiro lugar avançam para a segunda edição do BAL, enquanto outras três equipas se classificam para a divisão Este, Elite 16, agendada para Yaounde, Camarões (11-16 de Dezembro).

Os campeões de Angola, Egipto, Nigéria, Ruanda, Senegal e Tunísia classificaram-se automaticamente para a fase Final da BAL.

O Ferroviário da Beira vai liderar o Grupo H2. O Ferroviário da Beira, que se classificou com um recorde de 2-1 no Grupo F, Divisão Leste, é o favorito para sair do seu grupo na primeira fase e se qualificar. Os moçambicanos vão contar com o reforço do armador americano William Perry. O atacante canadense Jermel Kennedy trará, também, seu impressionante trabalho para a equipa.

Os Ulinzi Warriors, que se classificaram em segundo lugar na Divisão Leste do Grupo D, vão depender dos jogadores do Kenya Morans, como Situma Khaemba, Victor Bosire, Erick Mutoro e Valentine Nyakinda, para ajudar a mudar o grupo.

O Cobra Sports, que ganhou a entrada por meio de repescagem e será um outside do torneio. Dieudonne Ndizeye e Tom Wamukota, do Patriots Basketball Club, trarão experiência para suas fileiras.

Assim, os “locomotivas” do Chiveve vão lutar por uma das três vagas do Grupo H2, da Divisão Leste e iniciam a saga esta terça-feira diante do Cobra Sport do Sudão do Sul, quando forem 15h30, mesma hora de quinta-feira, dia que termina a primeira fase diante do Unlize Warriors do Quénia.

Luiz Hernandez, técnico do Ferroviário da Beira, diz que a sua equipa está pronta para esta etapa de apuramento, mesma opinião defendida pelo capitão da equipa, Armando Baptista, e o extremo Ayad Munguambe, que dizem que a equipa está apta para enfrentar os jogos que terão pela frente, sendo que o objectivo é a qualificação a elite dos 16 que tomarão parte na liga profissional Liga Africana de Basquetebol.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos