O País – A verdade como notícia

Bruno Langa assiste, empata e compromete lugares de subida de divisão

Fotos: Chaves

Dezasseis jogadores moçambicanos foram titulares este fim-de-semana pelos respectivos clubes na diáspora, pese embora nenhum tenha marcado. O maior destaque para os moçambicanos fora de portas vai para Bruno Langa, que fez a assistência para o primeiro golo do Desportivo de Chaves.

Dos potenciais convocáveis aos Mambas, Reinildo Mandava voltou a estar em evidência, ao parar os melhores do Real Madrid e não permitir que a sua equipa sofresse golos. Reinildo mandou na defensiva e ajudou a sua equipa, o Atlético Madrid, a vencer no derby da capital espanhola.

Clésio Baúque esteve, pela primeira vez, na equipa inicial do Marítimo, ao lado de Zainadine Jr., novamente confiado à braçadeira de capitão e líder da equipa. Os dois jogadores estão a ajudar ao insulares a fazerem uma campanha que garanta a manutenção e, neste sábado, empataram diante do Vizela a um golo.

Ainda na Europa, Reginaldo Faite é outro dos jogadores que foi titular pela sua equipa, o Dinamo FK da Albânia, que, este fim-de-semana, empatou sem abertura de contagem diante do Vllaznia. A turma do internacional moçambicano está na cauda da tabela classificativa, com 24 pontos e quase condenado à despromoção.

Outro jogador titular na sua equipa foi Stanley Ratifo, na vitória da sua equipa, o CFR Pforheim da Alemanha, por 2-0 diante do Ravensburg, para a terceira divisão do campeonato alemão. O Pforzheim ocupa a 6ª posição com 54 pontos, muito longe do líder, que soma 82 pontos.

Já Faizal Bangal, já acostumado a marcar golos pelo ASD Alcione da Itália, desta vez ficou em branco, pese embora a sua equipa tenha cilindrado o seu adversário, o Lentigione, por 7-3. Apesar dos bons resultados do Alcione, a equipa continua longe dos lugares de subida de divisão, mantendo-se no meio da tabela classificativa, com 47 pontos no Grupo D da Serie D do futebol italiano.

O último dos potenciais seleccionáveis aos Mambas que foi titular pelo seu clube foi Manuel Kambala, no empate a dois golos entre a sua equipa, o Baroka FC, e o Chippa United, para o campeonato sul-africano. Um resultado que mantém a equipa na última posição da PSL, com 22 pontos em 28 partidas, a quatro da zona da permanência.

Entretanto, outros tantos jogadores moçambicanos foram titulares nas suas equipas, principalmente dos internacionais pelas selecções de formação, nomeadamente sub-18 e sub-20.

São os casos de Edson Macuana (sub-19 do Vilafranquense), Celton Jamisse e Dércio Augusto (Leixões B), Aly Abudo (TS Sporting da África do Sul), Gaby Pinho (Moura Atlético Clube de Portugal), Zidane Sidat (Sub-21 do Estrela de Amadora), e o guarda-redes Raimundo Duarte (sub-21 do Estrela de Amadora)

 

LUÍS MIQUISSONE ÚNICO UTILIZADO DOS SUPLENTES

Outros tantos foram convocados, estiveram no banco de suplentes, mas nem todos entraram em campo. Único deles foi Luís Miquissone, ao serviço do Al Ahly do Egipto, em partida da Liga dos Campeões Africanos.

Os campeões africanos e egípcios golearam o AS Setif da Argélia por 4-0, em partida da primeira mão das meias-finais da liga milionária africana, ficando um pé e meio na final da prova e rumo à renovação do título.

Já Geny Catamo (Vitória de Guimarães), Witiness Quembo (Nacional da Madeira) e Francisco Simbine, também conhecido por Bonera (Marítimo B), foram convocados, mas não saíram do banco de suplentes, no empate 1-1 diante do Boavista e nas derrotas 1-2 diante da Académico Viseu e Leça, respectivamente.

Os restantes não jogaram este fim-de-semana, alguns deles porque as suas equipas não tiveram jogos, mas outros por opção técnica, casos de Mexer (Bordéus da França), Domingues (Royal AM da África do Sul) e David Malembane (Lokomotiv Sofia da Bulgária).

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos