O País – A verdade como notícia

Bombardeamento causa sete mortos e 33 feridos no Azerbaijão

Sete pessoas morreram e outras 33 ficaram feridas em consequência de bombardeamentos à cidade de Gandja, no Azerbaijão. O ministro dos Negócios Estrangeiros daquele país atribui o ataque às forças arménias, de acordo com a imprensa internacional.

Estes bombardeamentos ocorreram apesar do cessar-fogo entre a Arménia e o Azerbaijão que, teoricamente, entrou em vigor ao início da tarde de sábado e foi negociado através de uma mediação da Rússia após duas semanas de intensos combates pela região separatista do Nagorno-Karabakh, escreve o Observador.

“Novo ataque com mísseis pelas forças arménias numa área residencial de Gandja, a segunda cidade do Azerbaijão. Sete mortos e 33 feridos”, escreveu o ministro dos Negócios Estrangeiros na sua conta no Twitter, diz o Notícias ao Minuto.

Entretanto, a acusação foi desmentida pelo Ministério da Defesa arménio no enclave de Nagorno-Karabakh. “É uma absoluta mentira”, referiu, garantindo estar a “respeitar o acordo de cessar-fogo humanitário” e acusou o Azerbaijão de ter atingido “Stepanakert, Hadrut, Martouni e outras zonas populosas”, acrescenta o órgão que citamos.

No centro das deterioradas relações entre Erevan e Baku encontra-se a região do Nagorno-Karabakh, no Cáucaso do Sul, onde há interesses divergentes de diversas potências, em particular da Turquia, da Rússia, do Irão e de países ocidentais.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos