O País – A verdade como notícia

BM suspendeu ontem financiamento ao Afeganistão

O Banco Mundial (BM) anunciou, ontem, que suspendeu a ajuda financeira ao Afeganistão, devido ao regresso dos talibãs ao poder, salientando a profunda preocupação com o desenvolvimento do país e com os direitos das mulheres.

De acordo com a RTP, a decisão do Banco Mundial segue o anúncio feito, no dia 17 do corrente mês, pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), que também rompeu o financiamento ao país da Ásia Central e Meridional.

A instituição financeira internacional, que efectua empréstimos a países em desenvolvimento, começou pela parte dos Direitos Especiais de Saque que se tornaram efectivos na segunda-feira, suspendendo 650 mil milhões de dólares, dos quais cerca de 400 milhões de dólares, iriam para Cabul.

De acordo com uma porta-voz da instituição, o Banco está profundamente preocupado com a situação no Afeganistão e com o seu impacto nas perspetivas de desenvolvimento do país, especialmente para as mulheres, mas não existem condições no momento para manter o financiamento.

Segundo Gerry Rice, director do departamento de comunicação do FMI, citado pela SIC,   existe, actualmente, uma falta de clareza na comunidade internacional, relativamente ao reconhecimento de um governo no Afeganistão e, como resultado, o país não pode aceder aos Direitos Especiais de Saque ou a outros recursos do FMI.

Os talibãs passaram a controlar Cabul no dia 15 de Agosto, concluindo uma ofensiva iniciada em Maio, após a retirada das forças militares norte-americanas e da NATO. Esta insurgência já causou mortes, deslocados e agora afecta de forma intensiva a economia do Afeganistão.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos