O País – A verdade como notícia

Black Bulls Vs Ferroviario da Beira: para quem vai o primeiro milho?

Fotos: O País

Associação Black Bulls e Ferroviário da Beira batem-se, sábado, às 15h00, no campo da Liga Desportiva de Maputo, em jogo da Supertaça Mário Coluna. O primeiro troféu oficial da época no país será disputado pelo campeão e vice-campeão nacional, uma vez não ter havido a Taça de Moçambique ano passado.

Em busca do primeiro milho desta temporada, Black Bulls e Ferroviário da Beira voltam a travar argumentos na Matola, em Hanhane e não no Tchumene, num tira-teimas entre o campeão e vice-campeão nacional, respectivamente.

Um duelo que promete arrastar muitos aficionados do futebol moçambicano com sede de um bom espectáculo.

“Touros” e “Locomotivas” do Chiveve protagonizaram, ano passado, uma disputa acérrima pela conquista do título de campeão nacional.

Duas semanas depois de terem falhado a conquista da Liga Jogabets, ao perderem, na final, diante do Costa do Sol (6-5), os “Touros” querem redimir-se e levantar, pela primeira vez na sua história, um troféu que homenageia uma lenda do futebol mundial: Monstro Sagrado.

Aliás, o conjunto de Inácio Soares pretende mostrar a sua musculatura depois do desaire diante dos “canarinhos”, numa partida na qual criou muitas situações para golo mas mostrou-se bastante perdulária.

É objectivo vencer e partir motivado para o arranque do campeonato nacional, no qual terá como primeiro adversário a União Desportiva do Songo.

Os campeões nacionais sobem ao relvado da Liga Desportiva de Maputo com olhos postos na vitória, daí que irão procurar assumir e controlar o jogo.

Vencedor da Supertaça provincial de futebol de Sofala, ao vencer o Estrela Vermelha da Beira por 3-0, o Ferroviário da Beira “pisca o olho” a mais um troféu esta temporada. E conquistar a Supertaça Mário Coluna não só motivaria a equipa para os próximos compromissos (arranque do campeonato nacional diante do homónimo de Maputo) como também “engordaria” a sala de troféus do clube com mais uma taça.

Serve de referência recordar que, em 2017, o Ferroviário da Beira conquistou a Supertaça ao vencer, no “Caldeirão” do Chiveve, a União Desportiva de Songo por 2-1.

O primeiro golo da partida foi marcado por intermédio de Maninho quando estavam jogados 72 minutos. Jojo, à passagem do minuto 83, marcou o golo da igualdade, resultado com que terminaram os 90 minutos. Já no prolongamento, Fabrice colocou o preto no branco, marcando o golo que deu vitória ao Ferroviário da Beira.

Os “locomotivas” do Chiveve, agora sob orientação do zambiano Wedson Nyirenda, querem, igualmente, mostrar que são um conjunto a voltar a ter em conta em todas as provas nacionais.

Ano passado, Ferroviário da Beira e Associação Black Bulls empataram sem abertura de contagem em desafio da 12ª jornada do Moçambola-2022 disputado a 25 de Julho.

Na segunda volta, a 31 de Outubro, Black Bulls superiorizou-se aos “locomotivas” do Chiveve na “catedral de Tchumene”, vencendo por 3-1.

Os golos dos “touros” foram apontados por Ejaita (bisou na partida) e Melque, enquanto Edson marcou o tento solitário do Ferroviário da Beira.

DESPORTIVO DA MATOLA E ESFA DISPUTAM TÍTULO

Desportivo da Matola e a Escola de Sargentos de Boane (ESFA) protagonizam, domingo, às 14h30, no campo da Associação Black Bulls, a final do Campeonato Provincial de Futebol de Maputo.

O Desportivo da Matola, orientado por Eduardo Jumisse, terminou a fase de grupos com 11 pontos, seguido do Incomáti com 10 e Amigos da Matola com nove. Na última jornada, o Desportivo da Matola “despachou” o Clube da Manhiça a quem venceu por 3-0.

Já a Escola de Sargentos de Boane fechou a primeira fase do Campeonato Provincial de Futebol de Maputo com 15 pontos, mais cinco que Jeito FC de Ressano Garcia, seis que Ximanganine FC e sete que  Corrumane FC de Sábiè.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos