O País – A verdade como notícia

Black Bulls despista para começar treinos na quinta-feira

A Associação Black Bulls está prestes a se tornar na terceira equipa a regressar aos treinos, depois do Costa do Sol e União Desportiva de Songo, duas equipas que se preparam para as competições africanas. A Black Bulls testou os seus jogadores e staff todo no domingo passado e vai iniciar os treinos na quinta-feira

 

O regresso aos treinos foi autorizado para iniciar já esta terça-feira, hoje, no âmbito das medidas de prevenção da COVID-19, no último comunicado à nação, feita pelo presidente da República.

Mas até ao momento apenas o Costa do Sol e a União Desportiva de Songo estão a treinar, não somente para o Moçambola, mas autorizado especialmente para preparar a sua participação nas afrotaças, nomeadamente na Liga dos Campeões e na Taça CAF.

Aliás, os “canarinhos” e “hidroeléctricos” foram as primeiras duas equipas a submeterem seus jogadores, equipas técnicas e todo staff a testes da COVID-19, e no domingo a Associação Black Bulls tornou-se na terceira equipa do Moçambola a submeter os seus atletas à testagem de despiste da infecção pelo novo coronavírus, e também vai se tornar na terceira equipa a regressar aos treinos, já na próxima quinta-feira.

Ao todo, foram testadas 53 pessoas ligadas ao clube, entre os quais os integrantes do plantel principal, a equipa técnica, gestores e o pessoal de apoio da equipa principal, numa acção que decorreu no Complexo Desportivo do clube, no bairro de Tchumene, na Cidade da Matola, segundo o comunicado de imprensa da própria colectividade.

Assim, os resultados serão conhecidos na quarta-feira, 16 de Setembro, sendo que todo pessoal testado deverá permanecer em quarentena até ao anúncio dos resultados.

Associação Black Bulls vai se estrear este ano no principal campeonato nacional, o Moçambola 2020, depois de conquistar o campeonato da segunda divisão, ao nível da zona sul.

 

Ferroviário da Beira vai testar na quarta-feira

Para além do Costa do Sol, União Desportiva de Songo e Associação Black Bulls, pela mesma ordem, que já fizeram os testes de despiste da COVID-19, o Ferroviário da Beira será a quarta equipa a submeter seus jogadores a controlar sua situação para o novo coronavírus. Os “locomotivas” de Chiveve vão “despistar” na próxima quarta-feira, prevendo-se que o início dos testes seja marcado para segunda-feira.

De acordo com uma fonte do clube, neste momento a colectividade está a procurar juntar todos jogadores que farão parte do plantel principal, para permitir que todos possam ser testados no mesmo dia e seguirem todo protocolo sanitário que os possibilite o regresso aos treinos.

O Ferroviário da Beira vai submeter cerca de 50 elementos a despiste da COVID-19, dentre jogadores, equipa técnica, staff e todo pessoal de apoio da equipa principal de futebol.

 

Restantes equipas ainda sem datas para regresso

De acordo com informações recebidas de outras colectividades que vão disputar o Moçambola, ainda não há datas específicas para o despiste da COVID-19, muito menos para retoma aos treinos, numa altura em que os mesmos foram autorizados para iniciar esta terça-feira.

Na comunicação a nação, feita pelo Presidente da República, para além das equipas do Costa do Sol, União Desportiva de Songo e Associação Black Bulls, que já fizeram os testes de despiste ao novo coronavírus, e do Ferroviário da Beira, que vai seguir o mesmo procedimento na quarta-feira, as restantes equipas que vão testar seu pessoal são o Ferroviário de Maputo, Liga Desportiva de Maputo, Desportivo Maputo, Incomáti de Xinavane, ENH de Vilankulo, Textáfrica do Chimoio, Matchedje de Mocuba, Ferroviários de Nampula e Nacala e de Lichinga, equipas que vão disputar o principal campeonato nacional de futebol, o Moçambola 2020.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos