O País – A verdade como notícia

Bilhetes quase esgotados para jogo no “caldeirão”

A partida entre Ferroviário da Beira e El-Merreikh do Sudão, a contar para a terceira jornada do grupo A da Liga dos Campeões africanos, é já este sábado, e muito tem sido feito para que nada falhe, naquele que será o jogo de estreia do “caldeirão” nesta competição.

Um dos pontos que tem merecido atenção dos organizadores deste jogo é a questão da bilheteira, visto que os ingressos estão a esgotar, à medida que o dia do grande jogo vai chegando. Os bilhetes começaram a ser vendidos na última terça-feira, na Beira e em Maputo, em alguns pontos previamente identificados, bem como via internet, no site do clube, aos preços de 300 meticais para a bancada principal e 150 meticais para a bancada sol.

Entretanto, a direcção do Ferroviário da Beira assume que os sócios terão um tratamento especial, pois são os que dão o apoio financeiro à equipa. Assim, qualquer sócio que queira assistir ao jogo terá um desconto de 50% no bilhete.

A direcção dos “locomotivas” de Chiveve alerta os adeptos e simpatizantes dos campeões nacionais, bem como todos os que querem assistir ao jogo e apoiar o representante moçambicano na liga dos campeões, a que comprem quanto cedo o bilhete, pois, depois de esgotar esta remessa, não haverá reposição, de modo a que se respeite a lotação do campo.

Carros longe do “caldeirão”

Para permitir melhor organização e cumprir as orientações da CAF, que determinam que o campo fique esvaziado até meia hora depois do final do jogo, os organizadores deste jogo já definiram que os adeptos que levarem carros não deverão aproximar-se do recinto do campo do Ferroviário da Beira com as suas viaturas, visto que não será permitido. Os carros terão um local previamente identificado para o parqueamento, devendo os proprietários deslocar-se a pé, a partir desse local.

Outra questão organizacional que está a merecer atenção neste jogo é a segurança, com os organizadores a priorizarem um contingente policial de várias especialidades, de modo a garantirem segurança tanto no interior como no exterior do “caldeirão”. Não foi anunciado o número de agentes da “lei e ordem” que estarão de serviço para este jogo de sábado, mas sabe-se que terá segurança apertada.

Para já, os “locomotivas” do Chiveve vão preparando na máxima força este jogo, tendo em conta o objectivo de alcançar a primeira vitória na prova. O seu adversário chega hoje à Beira, depois de ter aterrado no solo pátrio na passada terça-feira. Ontem, quarta-feira, os sudaneses realizaram um treino no campo do grupo Afrin, na Matola.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos