O País – A verdade como notícia

Bens de estudantes moçambicanos retidos na China

Os jovens que têm bens retidos na China são engenheiros agrónomos, e têm residência na província de Cabo Delgado. Os dois fazem parte de um grupo de seis estudantes moçambicanos que, em 2011, beneficiou de bolsa de estudo para a República da China. Segundo contaram a O País, regressaram a Moçambique, em 2016, e de lá para cá, aguardam pela chegada da mercadoria.

Os estudantes acusam a Embaixada de Moçambique na China de não ter pago as despesas de transporte dos seus pertences.

Assim como os estudantes, O País não conseguiu obter esclarecimento sobre o assunto do Instituto de Bolsas de Moçambique, entidade responsável pela ida dos estudantes para a China.  

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos