O País – A verdade como notícia

Banco Único já é Nedbank e quer ser parceiro dos grandes projectos

Nova designação do banco moçambicano foi lançada esta segunda-feira, como resultado da integração da instituição financeira no grupo africano Nedbank, presente em mais de 30 países.

O Banco Único passa, desde hoje, a chamar-se Nedbank Moçambique e quer ser um parceiro das grandes e médias empresas no financiamento a projectos, nas áreas de exploração de recursos naturais, infraestruturas, indústria e agricultura.

O nascimento da nova marca no sistema financeiro moçambicano foi assinalado esta segunda-feira, numa cerimónia realizada na sede do banco, na Cidade de Maputo, e dirigida pelo Secretário de Estado da Capital, Vicente Joaquim.

Segundo revelou o presidente da Comissão Executiva do banco, Joel Rodrigues, mais do que a integração do Banco Único no grupo africano Nedbank, a instituição quer passar a ser parceira de referência dos grandes negócios em Moçambique.

“Para as empresas, assumimos o compromisso de ser um parceiro de referência no seu dia-a-dia, financiando a sua actividade e os seus projectos de investimento”, afirmou Rodrigues, detalhando que “iremos ter um especial foco nas grandes e médias empresas e apresentaremos soluções sectoriais para as áreas de recursos naturais: gás natural, areais pesadas, entre outros; desenvolvimento de infraestruturas: sejam elas infraestruturas energéticas, de transporte, portuárias e industriais; bem como continuar a apostar na indústria transformadora do país, não esquecendo, obviamente, da agricultura”.

O Grupo Nedbank, através da sua aliança com o grupo bancário africano EcoBank, está representado em 39 países de África e do mundo e reconhece o potencial do mercado moçambicano.

“A mudança de nome é o reconhecimento da importância dos negócios em Moçambique. Para nós enquanto grupo demostra o compromisso de tornarmo-nos líderes no sector financeiro moçambicano”, introduziu o administrador executivo do Nedbank no continente africano, Terence Sibiya, afirmando que “Moçambique, como sabemos, é dos mercados que estão a crescer rapidamente no continente, com o desenvolvimento do sector do gás natural liquefeito”.

O Governo espera ver a instituição representada em mais zonas do país. “Desafiamos a implantarem esses serviços na maior parte das zonas do país e também encorajamos a prosseguir nessa jornada” disse o Secretário de Estado da Cidade de Maputo, Vicente Joaquim.

 O Grupo Nedbank é desde 2020 dono de 87 por cento das acções do antigo Banco Único.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos