O País – A verdade como notícia

Banco Mundial disponibiliza USD 26 milhões para energia fora da rede

O Banco Mundial anunciou um financiamento de 26 milhões de dólares americanos para estimular o sector de energia fora da rede, assim como para promover sistemas solares residenciais.

Segundo escreve o Notícias, o Executivo, através do Fundo Nacional de Energia (FUNAE), e o Banco Mundial reuniram-se recentemente, na Cidade Maputo, para discutir os modelos de uso dos recursos disponíveis para estimular o acesso às soluções de energia e contribuir para o acesso universal do recurso até 2030.

Falando no encontro, os representantes do FUNAE, citados pelo jornal Notícias, disseram que a iniciativa visa alcançar cerca de 300 mil beneficiários nos próximos quatro anos, com enfoque para as zonas rurais, que são as que estão fora da rede eléctrica nacional.

Por seu turno, o Banco Mundial, representado por Zyra Romo, reiterou que a medida é uma forma integrada que consiste em sistemas residenciais fora da rede, através das iniciativas já implementadas para a expansão da electrificação do país.

“Neste momento, estamos a apoiar com fundos e outras facilidades, pois a nossa intenção é que possamos contribuir para a melhoria da vida das comunidades moçambicanas, através do acesso à energia nas zonas rurais”, disse, tendo acrescentado que o Fundo de Energia vai contar com um facilitador durante a implementação da iniciativa, com vista a prestar apoio através de uma plataforma de serviço.

No encontro, realizado em formato híbrido, participaram representantes de instituições públicas tuteladas pelo Ministério dos Recursos Minerais e Energia (MIREME), sector privado e parceiros envolvidos na cadeia de energia.

“ProEnergia” é um projecto que tem por objectivo intensificar o acesso à electricidade para mais famílias e empresas a nível nacional, como contributo para a electrificação universal até 2030 definida na Estratégia Nacional de Electrificação (ENE) e aprovada pelo Conselho de Ministros a 16 de Outubro de 2018.

O projecto apoia a expansão do acesso de energia às áreas peri-urbanas e rurais em todo o país, aproveitando e ampliando a rede eléctrica nacional existente e implantando mini-redes na base de geração solar em áreas não cobertas pela rede nacional.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos