O País – A verdade como notícia

Ballon d’or da France Football será entregue hoje com transmissão na STV

Foto: Jc Online

Após o cancelamento da premiação em 2020, a Bola de Ouro está de volta, com vários candidatos à espera de receber a maior honraria individual do futebol actual. Seguindo a mesma linha, a FIFA também já divulgou a lista final do Prémio The Best, com vários jogadores a figurarem na lista, casos de Neymar, Messi, Ronaldo e Lewansdowski, que figuram entre os principais concorrentes.

O The Best considera o desempenho dos jogadores durante a temporada europeia (Agosto de ano anterior a Julho do ano vigente), já a Bola de Ouro os destaques ano-calendário (ou seja, de Janeiro a Dezembro)

Por mais que o prémio não seja distribuído até Dezembro, as performances na final da Liga dos Campeões (vencida pelo Chelsea), no Euro 2020 (vencido pela Itália)  e na Copa América 2021 (vencida pela Argentina)  devem ser fundamentais para decidir o sucessor de Lionel Messi, campeão em 2019 – isso se o próprio argentino não levar a sua sétima Bola de Ouro.

Agora, a France Football, entidade organizadora da premiação, divulgou os 20 indicados para a final da honraria: quem será o grande vencedor?

Veja então as performances de cada um dos jogadores nomeados para o prémio da Bola de Ouro 2021, pela ordem de candidatos a receber.

 

Lionel Messi (Paris Saint-Germain)

Em 2021: 41 golos e 14 assistências.

Títulos: Copa América e Copa do Rei.

Bola de Ouro número sete está, agora, perto de Lionel Messi, mesmo que seu início relativamente lento no Paris Saint-Germain tenha atrapalhado essa corrida.

O vencedor da GOAL50 quase sozinho levou o Barcelona a um improvável título da La Liga durante os primeiros meses de 2021, antes de vencer os títulos de Melhor Jogador e a Bota de Ouro na Copa América, quando o argentino finalmente conquistou seu primeiro grande troféu internacional.

Seu recorde de golos pode não corresponder ao de Lewandowski, mas os jurados da Bola de Ouro apreciam jogadores como Messi. Por isso, Messi só tem a vantagem em uma das lutas mais acirradas dos últimos anos.

 

Robert Lewandowski (Bayern de Munique)

Em 2021: 63 golos, 10 assistências.

Títulos: Bundesliga, Mundial de Clubes e Supertaça da Alemanha.

Não há dúvidas de que Robert Lewandowski teria ganho a Bola de Ouro em 2020 se ela não tivesse sido cancelada na temporada passada.

Por isso, não seria uma surpresa vê-lo no palco recebendo o prémio individual mais cobiçado do desporto esta segunda-feira.

 

Jorginho (Chelsea)

Em 2021: Oito golos, três assistências.

Título: Euro 2020, Liga dos Campeões e Supertaça da UEFA.

Certo ou errado, Jorginho entra na cerimónia da Bola de Ouro como um dos favoritos ao título.

Eleito Jogador do Ano da UEFA depois dessa conquista, seria justo salientar que a estrela do Chelsea jogou bem tanto no clube quanto na selecção, apesar de não ter sido protagonista.

É por esta última razão, porém, que ele provavelmente ficará um pouco aquém nesta corrida.

 

N’Golo Kanté (Chelsea)

Em 2021: Dois golos, uma assistência.

Títulos: Liga dos Campeões e Supertaça da UEFA.

Melhor em campo na final da Liga dos Campeões, assim como nas meias-finais contra o Real Madrid, N’Golo Kante terminou sua temporada em lágrimas na final da campanha de 2020/21.

Lesões têm perturbado o jogador da França nos últimos anos, mas quando ele está em campo ainda não há ninguém melhor do que ele.

 

Karim Benzema (Real Madrid)

Em 2021: 41 golos, 14 assistências.

Título: Liga das Nações.

Karim Benzema continua crescendo após a saída de Cristiano Ronaldo no Real Madrid, e 2021 foi sem dúvida o melhor ano individual de sua carreira.

Um atacante versátil que pode criar golos e dar passes para seus companheiros, Benzema também fez um retorno triunfante ao futebol internacional com a França, garantindo sua presença na próxima Copa do Mundo de 2022.

 

Kylian Mbappé (PSG)

Em 2021: 44 golos, 22 assistências.

Títulos: Supertaça da França, Taça da França e Liga das Nações.

Quando este ranking começou a acompanhar a corrida da Bola de Ouro em Março, Kylian Mbappé saiu na frente depois do seu memorável hat-trick pelo Paris Saint-Germain contra o Barcelona.

Sua campanha com a França, porém, gerou um título da Liga das Nações e uma vaga para a próxima Copa do Mundo.

Mbappé parece estar entre os primeiros colocados na Bola de Ouro, principalmente pelos golos marcados na temporada.

 

Romelu Lukaku (Chelsea)

Em 2021: 30 golos, oito assistências.

Título: rie A.

O início lento de Romelu Lukaku no Chelsea não deve prejudicar a forma como o belga foi determinante na Série A Italiana com a Inter na temporada passada. E, por isso, não pode ser descartado da lista.

 

Erling Haaland (Borussia Dortmund)

Em 2021: 43 golos e 13 assistências.

Título: Copa da Alemanha.

Apesar de uma lesão acabar com o ano de Erling Haaland, a estrela norueguesa ainda conseguiu causar um grande impacto quando esteve em campo.

Suas actuações na Liga dos Campeões são grandes destaques, enquanto ele também foi protagonista na vitória do Borussia Dortmund na Taça da Alemanha.

Um futuro vencedor da Bola de Ouro? Parece quase inevitável este ponto.

 

Cristiano Ronaldo (Manchester United)

Em 2021: 42 golos, seis assistências.

Títulos: Taça da Itália e Supertaça da Itália.

Artilheiro da Série A Italiana, vencedor da Bota de Ouro do Euro 2020 e maior artilheiro da história do futebol, Cristiano Ronaldo protagonizou um 2021 de sucesso.

O facto de dois dos seus três treinadores terem sido despedidos ao longo do ano e o terceiro, o português Fernando Santos, estar por um fio sugere que suas equipas não tiveram tanto sucesso, mas o cinco vezes Bola de Ouro ainda tem a capacidade de definir em golos suas partidas.

 

Kevin De Bruyne (Manchester City)

Em 2021: 14 golos, 16 assistências.

Títulos: Premier League e Carabao Cup.

Eleito o Jogador do Ano da Inglaterra pela segunda temporada consecutiva, depois de mais um ano fascinante no meio-campo do Manchester City, Kevin De Bruyne continua sendo o jogador mais criativo do futebol inglês, e talvez europeu.

De facto, lesões prejudicaram sua participação no Euro 2020, já que a “Geração de Ouro” da Bélgica perdeu indiscutivelmente sua última oportunidade de ganhar alguns prémios importantes, mas ele ainda produziu alguns momentos memoráveis que certamente chamarão a atenção dos jurados da Bola de Ouro.

 

Gianluigi Donnarumma (PSG)

Em 2021: 21 jogos sem sofrer golos.

Título: Euro 2020.

Eleito o melhor jogador da Euro 2020, Gianluigi Donnarumma foi excelente para a Itália na disputa das grandes penalidades contra a Inglaterra.

Sua mudança nesta temporada para o Paris Saint-Germain ainda não saiu como planejado, já que divide a posição com Keylor Navas, mas o tempo está do lado do jogador de 22 anos.

Mohamed Salah (Liverpool)

Última colocação: 18º

Em 2021: 33 golos, 11 assistências.

As últimas partidas de Mohamed Salah parecem, de facto, colocar o jogador do Liverpool na disputa por uma vaga entre os 10 primeiros.

Na verdade, Salah foi um dos jogadores do Liverpool que melhoram de nível e, com isso, tem protagonizado uma das melhores temporadas da carreira.

Por isso, Salah se torna o primeiro favorito para levar o prémio de 2022 – se manter esse desempenho.

 

Ruben Dias (Manchester City)

Em 2021: Um golo, duas assistências.

Títulos: Premier League e Carabao Cup.

Capitão do Manchester City, poucos imaginavam uma ascensão tão rápida do defesa português. Questionado na época de sua contratação e longe de ser unanimidade até no Benfica, se transformou em um dos principais defensas da Premier League.

Ainda que seja um vencedor improvável em uma premiação que pouco valoriza defensores – veja o caso de Virgil van Dijk -, é outro que deve marcar época durante bastante tempo na Inglaterra.

 

Giorgio Chiellini (Juventus)

Em 2021: Duas assistências e 10 jogos sem sofrer golo.

Títulos: Euro 2020, Taça da Itália e Supertaça da Itália.

A Euro 2020 provou, mais uma vez, como Giorgio Chiellini é um defesa de alto nível no futebol mundial.

O veterano foi imenso ao longo do Euro, embora desde então tenha caído de produção na Juventus, ninguém pode tirar aquele momento dele com a Itália.

 

Mason Mount (Chelsea)

Em 2021: 12 golos, oito assistências.

Títulos: Champions League e Supertaça da UEFA.

O início discreto de Mason Mount nesta temporada, provavelmente, afectará sua posição final no ranking. Porém, isso não muda o facto de ser um dos melhores meio-campistas do mundo em 2020/21.

Suas actuações, especialmente na corrida final do Chelsea na Liga dos Campeões, desmentiram sua falta de experiência. Esta pode ser sua primeira indicação ao prémio, mas é improvável que seja a última.

 

Phil Foden (Manchester City)

Em 2021: 16 golos, 14 assistências.

Títulos: Premier League e Carabao Cup.

Outro jovem meio-campista da Inglaterra que concorre ao prémio pela primeira vez, Phil Foden passou o ano inteiro mostrando suas habilidades no Manchester City.

Com apenas 21 anos, Foden tem o mundo aos seus pés, independentemente da posição em campo que finalmente decidir, seria uma surpresa se não estivesse a lutar por um lugar no pódio da Bola de Ouro durante os próximos 10 anos.

 

Harry Kane (Tottenham)

Em 2021: 40 golos, sete assistências.

Tem sido um ano engraçado para Harry Kane, que terminou como o jogador com mais golos e assistências na temporada 2020/21 da Premier League. Capitaneou a Inglaterra na final da Euro 2020 e foi um dos jogadores mais cobiçados no mercado de transferência.

E, no entanto, após seu início lento na actual campanha e ainda sem um grande troféu neste caminho, parece que sua carreira está, pela primeira vez, a começar a estagnar.

 

Neymar (Paris Saint-Germain)

Em 2021: 17 golos, 18 assistências. 

Títulos: Taça da França e Supertaça da França.

O sonho de Neymar de ganhar uma Bola de Ouro parece estar cada vez mais longe. O craque brasileiro costuma combinar algumas actuações brilhantes, com lesões e decepções.

Ganhar duas taças nacionais em um ano não condiz com o jogador mais caro do mundo e, por isso, Neymar deve andar longe dos primeiros colocados dessa lista.

 

Nicolo Barella (Inter de Milão)

Em 2021: Seis golos, 13 assistências.

Títulos: Serie A e Euro 2020.

Outro que levantou uma taça pelo seu clube e sua selecção foi Nicolo Barella, que com um nome mais conhecido em todo o mundo poderia ter encontrado posições mais altas neste ranking.

O astro da Itália foi um dos jogadores mais consistentes da selecção no Euro 2020 e, se for capaz de adicionar mais golos no futuro, poderá se tornar o meio-campista completo.

 

Lautaro Martínez (Inter de Milão)

Em 2021: 24 golos, sete assistências.

Títulos: Copa América e Série A.

Em termos de títulos, Lautaro Martínez não poderia ter esperado um 2021 melhor, já que marcou golos cruciais para ajudar a Inter e a Argentina a conquistar a Série A e a Copa América, respectivamente.

Apesar de não ter sido o rosto principal de nenhuma das duas campanhas, não há dúvidas de que o jogador de 24 anos merece um lugar na lista de finalistas da Bola de Ouro.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos