O País – A verdade como notícia

Azagaia e Iveth debatem influência social do Hip-Hop

Os rappers Azagaia e Iveth Mafundza juntam-se ao académico moçambicano Eugénio Santana para reflectir sobre a influência que o Hip-Hop exerce no comportamento de uma sociedade. O evento a marcado para Escola de Comunicação e Artes (ECA) da Universidade Eduardo Mondlane, em Maputo, terça-feira, enquadra-se na grande «Conferência Hip-Hop 100 violência», realizada no contexto do Festival Internacional de Hip-Hop – Amor à Camisola.

O Festival Amor à Camisola concentra-se exclusivamente, este ano, na dimensão de consciencialização social. Ainda assim, a iniciativa continua leal à sua causa original: a utilização da cultura Hip-Hop para o combate à violência, o emponderamento das vítimas do mal e a contínua advocacia em causas sociais.

A «Conferência Hip-hop 100 violência», prato forte da edição deste ano do festival, constitui-se num conjunto de actividades que engloba desde workshops, palestras, mesas-redondas até painéis de debate que decorrem em vários espaços culturais da cidade de Maputo. A conferência visa, segundo uma nota da organização, criar diferentes ambientes para interacção, partilha de conhecimentos e intervenção por parte de Organizações Não Governamentais – ONG, Associações e entidades da Sociedade Civil comprometidas com os Objectivos do Desenvolvimento Sustentável – ODS, promoção dos Direitos Humanos e combate à violência no seio da juventude.

Contrariamente ao que foi anunciado antes, em resultado de barreiras burocráticas, a conferência já não poderá contar com a presença dos artistas do Hip-Hop americano Damani Nkosi e Ill Camille. Ainda assim, mantêm-se as presenças de artistas moçambicanas que incluem os rappers Simba Sitoi, Azagaia, Kloro, Iveth Mafundza, Énia Lipanga, Gina Pepa.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos