O País – A verdade como notícia

Não há sobreviventes entre os 28 passageiros do avião que caiu na Rússia

Não há sobreviventes entre as 28 pessoas que seguiam a bordo do avião que se despenhou no extremo leste da Rússia, esta terça-feira, indicam as agências noticiosas russas, citadas pela Reuters.

A informação é avançada pouco depois de terem sido encontrados os destroços do avião a quatro quilómetros do aeroporto onde este deveria ter aterrado.

A aeronave turbo-hélice bimotor, tinha saído da cidade russa de Petropavlovsk-Kamchatsky, na península de Kamchatka, com destino à localidade de Palana, de acordo com as agências russas Interfax e RIA Novosti.

A Interfax indica, aliás, que o aparelho caiu quando executava a manobra de aproximação ao aeródromo de Palana, altura em que se perdeu a comunicação via rádio.

No avião NA-26 seguiam seis membros da tripulação, 22 passageiros, incluindo duas crianças.

A agência noticiosa TASS revela que, no momento em que o aparelho se preparava para fazer a aterragem, o tempo estava nublado, pelo que a visibilidade seria reduzida.

A manutenção técnica deficiente e a falta de regulamentos de segurança já provocaram vários acidentes no sector da aviação russo.

O último acidente grave registou-se em maio de 2019, quando um avião Sukhoi Superjet, pertencente à companhia aérea nacional Aeroflot, foi forçado a aterrar, explodindo na pista de um aeroporto de Moscovo e matando 41 pessoas.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos