O País – A verdade como notícia

Autárquicas: Apuramento nacional não foi pacífico na CNE

A Comissão Nacional de Eleições procedeu, esta quarta-feira, ao anúncio dos resultados de apuramento nacional das eleições autárquicas do dia 10 de Outubro corrente. O apuramento confirmou a vitória da Frelimo em 44 autarquias, a Renamo ficou com 8 autarquias e o MDM apenas uma. O edital lido pelo Presidente da Comissão Nacional de Eleições, Abdul Carimo, refere que os resultados de 48 autarquias foram aprovados por consenso por parte dos 17 membros da CNE, enquanto os de cinco autarquias não colheram consensos.

Trata-se de resultados das Autarquias de Matola, Alto Molócue, Monapo, Marromeu e Moatize onde a Renamo reclama que houve viciação dos resultados por parte dos órgãos eleitorais a favor do partido Frelimo. A Renamo diz ter provas e por isso exigia a recontagem dos votos com base nos editais enviados à CNE pelos órgãos eleitorais locais, mas que entretanto, não foi aceite. Assim, para ultrapassar a diferença, os membros da CNE optaram por submeter os resultados à votação, tendo havido três abstenções, seis votos contra e oito votos a favor.

A Comissão Nacional de Eleição diz ter recebido os acórdãos dos tribunais judiciais distritais e de cidade assim como os recursos submetidos pelos partidos que reclamam vitória para ser submetidos ao Conselho Constitucional.

Apesar desta situação, o Presidente da CNE considera que o processo eleitoral decorreu dentro da normalidade e congratula-se pela forma ordeira e pacífica, mas sobretudo pela participação massiva dos eleitores que se situou em quase 60%. No entanto, Abdul Carimo mostrou preocupação em relação ao que classifica de alguns casos de violência registados desde a campanha eleitoral, votação e até à contagem dos votos.

Agora os resultados foram afixados na CNE e publicados nos órgãos de comunicação social e seguem para o Conselho Constitucional para a devida validação e proclamação. A cerimónia solene de divulgação dos resultados contou com a participação dos mandatários dos partidos e grupos de cidadãos concorrentes, observadores nacionais e estrangeiros e diversos interessados e convidados.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos