O País – A verdade como notícia

Ataques russos à Ucrânia: ONU relata 780 civis mortos e 1.252 feridos

A guerra na Ucrânia provocou pelo menos 780 mortos e 1.252 feridos entre a população civil, incluindo mais de uma centena de crianças, desde a invasão pela Rússia, segundo a Organização das Nações Unidas.

A operação militar russa na Ucrânia, já há três semanas, não tem um fim à vista. De acordo com o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos, a guerra já matou 780 pessoas civis e feriu outras 1.252, incluindo crianças.

A instituição para os direitos humanos acredita que os números reais de baixas civis são consideravelmente mais elevados, especialmente nos territórios controlados pelo Governo ucraniano, mais sujeitos à ofensiva russa.

A maioria das baixas civis registadas foi causada pela utilização de armas explosivas com uma vasta área de impacto, incluindo bombardeamentos de artilharia pesada, sistemas de mísseis, ataques aéreos e de mísseis, refere um relatório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos.

A invasão da Ucrânia continua a ser condenada pela comunidade internacional e vários países e organizações impuseram sanções contra a Rússia.

Apesar disso, o regime de Vladimir Putin não mostra sinais de acabar com a guerra, que, segundo as Nações Unidas, causou a fuga de mais de três milhões de ucranianos.

Por conta da mesma guerra, estima-se que 4,8 milhões de pessoas de diferentes países tenham abandonado a Ucrânia, e esta é considerada a pior crise de refugiados na Europa, desde a Segunda Guerra Mundial, entre 1939 e 1945.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos