O País – A verdade como notícia

“Ataques em Mocímboa da Praia ainda não justificam intervenção militar”

Mesmo com os insistentes ataques na vila da Mocímboa Praia, que já mataram dezenas de pessoas, o vice-ministro da Defesa Nacional diz que a situação ainda não justifica uma intervenção militar. Patrício José admite que os ataques são uma ameaça ao Estado, mas diz que a Polícia está a fazer a sua parte.

Depois de uma relativa acalmia, refira-se, Mocímboa da Praia foi vítima de mais um ataque na segunda-feira, que resultou na morte de uma pessoa, 50 casas queimadas e saque de bens da população.

O vice-ministro da Defesa falou também do tema da paz e disse que as Forças Armadas estão apenas a espera das ordens de Filipe Nyusi, Comandante em Chefe das Forças de Defesa e Segurança para passar a trabalhar conjuntamente com os homens da Renamo.

Patrício José falava à margem da aula inaugural do Instituto Superior de Estudos de Defesa Tenente Armando Emílio Guebuza, onde foi o orador. Apelou aos militares e formandos presentes a reforçar acções de garantia da soberania nacional.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos