O País – A verdade como notícia

Ataque talibã causa seis mortos e cinco feridos no Afeganistão

Seis pessoas morreram e cinco ficaram feridas em consequência de um ataque perpetrado pelo grupo extremista Talibã à uma base policial, na província de Paktia, no sudoeste do Afeganistão, segundo indicou a agência de informação Lusa.

O ataque começou por volta das 05h30 (hora local), quando um dos terroristas explodiu um veículo carregado de explosivos na base da Unidade de Polícia de Proteção Pública em Gardiz, capital de Paktia.

“Neste ataque, três agentes da polícia da unidade atacada foram mortos e outros cinco ficaram feridos”, informou em comunicado o gabinete do governador da província, citado pela Lusa.

De acordo com a mesma fonte, um oficial de segurança, que pediu o anonimato, disse à Efe que “dois atacantes foram mortos num contra-ataque pelas forças de segurança, após um tiroteio de dez minutos”, elevando para três o número total de insurgentes talibãs mortos.

O governador de Paktia, Halim Fedai, disse em comunicado que “a situação na zona voltou ao normal e está sob o controlo das forças de segurança”.

Por sua vez, o porta-voz dos Talibã, Zabihullah Mujahid, reivindicou a responsabilidade pelo atentado. Numa nota citada pela Efe, o porta-voz afirmou que, após a explosão, vários insurgentes entraram na base policial e atacaram a polícia.

Este é o mais recente incidente de violência com vítimas mortais no país, depois do dia 28 de Agosto duas bombas terem feito 14 mortos.

A violência surge numa altura em que aumentou a esperança na realização de conversações intra-afegãs para determinar o futuro do país em guerra.

O Talibã é um grupo político que atua no Afeganistão e no Paquistão. A milícia tem origem nas tribos que vivem na fronteira entre esses dois países. Este grupo teve a sua formação em 1994, após a ocupação soviética do Afeganistão (que durou de 1979 a 1989) e durante o governo dos também rebeldes mujahedins.

Apesar de islâmico, esse governo era considerado muito liberal, deixando descontentes os muçulmanos mais extremistas.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos