O País – A verdade como notícia

AT encerra unidades fiscais no norte de Cabo Delgado devido ao terrorismo

A Autoridade Tributária de Moçambique fechou as portas das unidades de contribuição fiscal que se encontram na zona norte de Cabo Delgado e retirou todos funcionários devido aos ataques terroristas. Entretanto, apesar da situação, a província conseguiu ultrapassar a meta prevista na colecta de receitas fiscais.

Quase todas as fontes de colecta de receitas fiscais para os cofres do Estado, localizados no norte de Cabo Delgado, estão fechadas e todos funcionários da Autoridade Tributária de Moçambique das respectivas  unidades de contribuição fiscal foram retirados para as zonas consideradas seguras.

Entretanto, apesar dos ataques terroristas, a província de Cabo Delgado conseguiu ultrapassar a meta na colecta de receitas fiscais para os cofres do Estado prevista para os primeiros seis meses deste ano.

A maior parte da receita fiscal em Cabo Delgado, provém da exploração de Rubis, uma das pedras mais preciosas do mundo, que são exploradas pela Montepuez Ruby Mining, uma das dez maiores empresas que continuam a assegurar os cofres do Estado ao nível da província.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos