O País – A verdade como notícia

Artistas do Hip-hop unem-se contra violência à mulher

No próximo Sábado, a partir das 17h, o Centro Cultural Franco-Moçambicano (CCFM), na cidade de Maputo, será palco da primeira edição do “Hip-Hop Show contra violência à mulher”.

Sob o lema “O Hip-Hop como um instrumento do empoderamento feminino”, esta primeira edição vai acontecer propositadamente num mês em que se celebra o Dia Internacional da Mulher, com um programa que inclui música, debate, poesia, dança e feira de Hip-Hop.

Este evento resulta de uma parceria entre o Franco-Moçambicano, a Nexta Vida Entertainment e o activista e Rapper Flash Enccy, com o objectivo de proporcionar aos jovens um espaço de mobilização e diálogo pelo empoderamento feminino e, simultaneamente, alertar para a importância de se condenar qualquer forma de Violência contra às mulheres, através da música.

Igualmente, esta primeira edição surge em consequência de a organização ter percebido que a violação à mulher é um dos mais graves problemas que a sociedade moçambicana enfrenta, sendo que o número de casos tende a subir no país. De acordo com o Franco-Moçambicano, dados divulgados pelas autoridades que lidam com esta problemática apontam que no ano passado foram registados 25 356 casos de violência doméstica em Moçambique, dos quais mais de 12 500 contra mulheres.

Os artistas convidados para o evento são Filady, grupo Revolução Feminina, Trez Agah, Queen Sheba, Jazz P, T-Rese, Carina Houston, Char Loca, Tira Teimas, Flash Enccy, Neblina, Feeling Capela e DJ Asnepas.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos