O País – A verdade como notícia

Arsenal e Juventus vencem de forma consecutiva

Depois de um incaracterístico início de campeonato, com três derrotas, o Arsenal alcançou num dos dérbis de Londres o terceiro triunfo seguido, com golos de Smith Rowe (1-0), aos 12 minutos, Aubameyang (2-0), aos 27, e de Bukayo Saka (3-0), aos 34.

O Tottenham, que após três vitórias a abrir, somou a terceira derrota, ainda reduziu pelo coreano Son Heung-Mim (3-1), aos 79 minutos, e viu um remate do brasileiro Lucas Moura, aos 90+1, desviado para a barra pelo guarda-redes Aaron Ramsdale.

Os defesas portugueses Cédric Soares e Nuno Tavares, que entrou aos 88 minutos, para render o marcador do primeiro golo, Smith Rowe, começaram o jogo no banco do Arsenal.

Com um desempenho idêntico, com três vitórias e três derrotas, ambas as equipas seguem irmanadas com nove pontos na tabela classificativa da Premier League, sendo o Arsenal 10.º e o Tottenham 11.º, a cinco do líder provisório Liverpool.

A liderança do Liverpool está, no entanto, dependente do resultado que o Brighton, actual sexto classificado, com 12 pontos, fizer na segunda-feira em casa do Crystal Palace, já que, em caso de vitória, ascende à primeira posição isolado.

Já o Wolverhampton, do treinador Bruno Lage, com os portugueses José Sá, Nélson Semedo, João Moutinho e Daniel Podence a titulares, venceu por 1-0 em casa do Southampton, com um golo do mexicano Raúl Jiménez, ex-Benfica, aos 61 minutos, o primeiro desde a grave lesão na cabeça sofrida na temporada passada.

Além de José Sá, Nélson Semedo, Daniel Podence e João Moutinho, que esteve em ‘todo o campo’, a titulares, o treinador Bruno Lage começou ainda o encontro com os lusos Trincão, Fábio Silva e Rúben Neves, lançado aos 88 minutos, no banco.

O triunfo em casa do Southampton foi a melhor resposta do Wolverhampton à eliminação da Taça da Liga no desempate pelas grandes penalidades frente ao Tottenham (3-2), do seu antigo treinador português Nuno Espírito Santo, após empate a 2-2.

 

JUVENTUS SOMA SEGUNDA VITÓRIA SEGUIDA

A Juventus prosseguiu a sua recuperação na Liga italiana de futebol, ao vencer a Sampdoria por 3-2, em jogo da sexta jornada marcado pela lesão de Paulo Dybala, o autor do primeiro golo.

Após um início desastroso do campeonato, a ‘Juve’ somou a sua segunda vitória consecutiva na Série A, que lhe permite ascender provisoriamente ao nono lugar, graças a um triunfo que começou a ser desenhado por Paulo Dybala, o ‘sucessor’ de Cristiano Ronaldo como figura da equipa de Turim.

Diante do seu público, o internacional argentino inaugurou o marcador aos 10 minutos, naquele que foi o seu 90.º golo na Liga italiana, mas, pouco mais de 10 minutos depois, saiu em lágrimas do campo, depois de sofrer uma lesão muscular, cujo alcance é ainda desconhecido.

Nem o revés de Dybala, que poderá falhar o duelo da Liga dos Campeões com o Chelsea, evitou que a Juventus saísse vitoriosa, com Leonardo Bonucci a converter, com sucesso, uma grande penalidade originada por uma mão na bola, ao minuto 43, e Manuel Locatelli a estrear-se a marcar com a camisola ‘bianconera’, aos 57.

Os golos da Sampdoria, que lançou Adrien Silva apenas aos 59 minutos, foram marcados por Maya Yoshida, de cabeça, aos 44, e por Antonio Candreva, aos 83.

Com o recente triunfo, a Juventus sobe, à condição, ao nono lugar do campeonato, com oito pontos, menos oito do que o líder AC Milan, adversário do FC Porto no grupo B na Liga dos Campeões.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos